Curitiba: isso não é uma cidade, é um conceito de vida!

Que ela é modelo pro país, todo mundo meio que já sabe, mas quem tem a oportunidade de estar na capital do Paraná por alguns dias vai perceber que Curitiba não é apenas uma cidade, é um conceito de vida! O transporte é exemplar, a limpeza nem se fala: simplesmente impecável! E aos poucos você vai entendendo que trata-se de uma cultura já absorvida pelas famílias e os filhos simplesmente seguem o exemplo de casa.

curitiba

Curiosidades

Você sabia que Curitiba tem o menor índice de divórcio do país? Não é à toa: pesquisas indicam que o trânsito mais eficiente faz com que a pessoa viva menos estressada, chegue mais cedo em casa e saia mais tarde pro trabalho. Tudo isso, no dia a dia, traz felicidade. Os casais discutem menos e se amam mais. Simples assim!

curitiba

Durante toda minha visita, vi apenas dois garis varrendo rua. Nenhum lixo, e olha que eu procurei viu! Os parques e espaços públicos são muito bem cuidados e agrega não só os turistas mas principalmente a população que mora por lá. O poder público trabalha com a seguinte ideia: uma cidade só é boa pro turista, quando é boa pra sua população. E assim, tudo vai funcionando bem melhor que nas grandes capitais do país. Claro que existem problemas com segurança, etc. Mas, a escala é bem menor.

curitiba

Pontos Turísticos

Abaixo, vou listar alguns pontos imperdíveis da capital do Paraná, ok? Que tal chegar e ir direto pra Torre Panorâmica? Assim, você já tem uma visão mais geral da cidade, até pra entendê-la e se locomover melhor vai ser bacana começar por aqui. Foi inaugurada em 1991 e é suporte de telefonia celular. Tem um mirante de 109,5 metros de altura (equivalente a um prédio de 40 andares), com visão de 360 graus da cidade e contornos da Serra do Mar. Um mapa instalado no piso indica os pontos turísticos, placas metálicas orientam sobre os bairros em cada direção e tem ainda um painel de Poty Lazzarotto, grande artista local que mostra neste trabalho o desenvolvimento da capital. A visitação acontece há cerca de 20 anos, só não funciona nas segundas-feiras. O valor de entrada é de R$ 6 reais inteira e R$ 3 reais a meia. Abre às 10h e fecha às 18h30. Se for em final de semana e feriados fique atento à formação da fila para o elevador porque ele é pequeno pra capacidade de público visitante.

curitiba

Museu do Olho

Um dos principais símbolos da cidade. O Museu é um dos maiores da América Latina, tem acervo nacional e internacional de mais de 2,2 mil obras. O prédio principal foi projetado em 1967 pelo arquiteto mais que renomado Oscar Niemeyer. O conjunto se completou em 2002. quando foi construído o anexo cuja forma deu origem ao apelido de Museu do Olho. A inspiração na verdade veio da araucária, que é o Pinheiro do Paraná.

curitiba

Dentro do anexo (olho) existem também exposições, normalmente as mais tecnológicas, que utilizam raios de projeção, etc. Isso porque por dentro ele é todo revestido de preto. Na parte de baixo do prédio principal existem uns cones, obras do artista cearense Eduardo Frota. São de madeira industrial reflorestada e trata-se de uma exposição de longa duração. Eu estive em Curitiba há quase dez anos e os cones já estavam lá. Você consegue fazer várias fotos bacanas utilizando o orifício menor do cone e também estando na frente dele como se estivesse carregando-o. Use a criatividade e vai ver que rendem fotos divertidas. O Museu funciona das 10h às 18h00, de terça a domingo e está localizado no Centro Cívico. A venda de ingressos é até 17h30. Custa R$ 20 reais inteira e R$ 10 reais a meia.

curitiba

Depois, que tal almoçar uma típica comida italiana na Cantina do Délio! Os pratos são uma delícia e a casa possui uma ambientação bem rústica, com garrafas de bebidas esvaziadas pelos clientes penduradas no teto. Os pratos tem gosto de comida caseira mesmo. Anote aí: a torta banoffi é de comer re-zan-do! É a campeã de vendas e em algumas épocas do ano oferecem também a opção de recheio de morango ou abacaxi, além da de doce de leite.

Bosque do Papa

Seguimos nosso roteiro pelo Bosque do Papa, que é um museu ao ar livre, com sete casas de troncos encaixados, sem uso de prego. Foi inaugurado em 1980, após a visita do Papa João Paulo II à Curitiba. Fica em meio à reserva de 300 araucárias. Por falar nela, você sabia que esta espécie pode viver até 700 anos? É considerado um fóssil vivo e uma curiosidade bacana da cidade é que quem tem araucária no terreno de casa ganha desconto no valor do IPTU, ou seja, ninguém derruba a árvore para construir. Pelo contrário, preserva e quer plantar mais! Viu que Curitiba não é uma cidade: é um conceito de vida!

curitiba

As casas compõem o memorial da imigração polonesa, com objetos do cotidiano, instrumentos de trabalho e a imagem da padroeira, a Virgem Negra de Czestochowa. Tem ainda ciclovia, trilha ecológica, loja de artesanato com produtos (inclusive lanches) típicos da região que homenageia. Ou seja, tudo está pensado e integrado. Funciona nas segundas-feiras, das 13h30 às 18h e de terça a domingo das 9h às 18h.

Mercado Público

O  espaço ganhou fama por também abrigar o mercado de orgânicos, sendo o primeiro do país. O Mercado Municipal foi inaugurado (onde funciona até os dias atuais) em 1958, depois de ter mudado de endereço nada menos que cinco vezes. Lá você encontra de tudo: frutas exóticas, sapateiro, pimentas, cachaças, queijos, por semana o local recebe até 80 mil visitantes.

curitiba

Tem diversos quiosques de comida e uma grande praça de alimentação. No primeiro andar, você encontra o mercado de orgânicos, onde é possível comprar roupas que foram pintadas a partir de sementes, maquiagem como batom e blush, além de sabonete líquido, loção hidratante e outra infinidade de produtos: tudo or-gâ-ni-co! Funciona de terça-feira à sábado, das 8h às 18h e, aos domingos e segundas-feiras, das 8h às 13h. Vai precisar reservar hotel na cidade? É só clicar AQUI!

curitiba

Tour Lava Jato

Você sabia que a corrupção no Brasil, destaque mundial, ganhou um tour exclusivo na cidade de Curitiba? É lá onde estão presos o ex-presidente Lula e o ex-governador do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral, daí a cidade ter entre outros motivos ganhado ênfase na mídia. Da limonada foi feito o limão e há três anos é realizado tour pelos principais pontos chaves dessa história lamentável envolvendo tantos políticos. O tour dura quatro horas e passa pela Procuradoria de Justiça, Ministério Público, Sede da Polícia Federal, entre outros símbolos no combate à corrupção. Muita gente leva os filhos para que eles entendam o que se passa no país e prezem por valores como dignidade, honestidade e justiça.

Museu de Arte Indígena

Este é um espaço relativamente recente, tem apenas três anos de inaugurado e reúne mais de mil peças entre cocares, cerâmicas, instrumentos musicais, tudo para que o visitante conheça mais a fundo a cultura e costumes indígenas. O espaço tem um toque bem moderno. Só pode ser fotografado em alguns ambientes. Um dos espaços é itinerante e podemos provar mel de abelhas selvagens. A maioria dos produtos lá expostos vieram do Xingu, no Mato Grosso, mas reúne objetos de várias etnias. Clique AQUI e saiba mais sobre o MAI.

curitiba

Jardim Botânico

É um dos principais pontos turísticos da cidade. Na minha opinião, seu maior cartão postal. Está localizado no bairro de mesmo nome e oficialmente se chama Jardim Botânico Francisca Richbieter, numa homenagem à uma das pioneiras do trabalho de planejamento urbano. Por lá, inúmeros exemplares vegetais do Brasil e de outros países, espalhados por alamedas, estufas de ferro e vidro, etc.

curitiba

A principal estufa foi inspirada no Palácio de Cristal de Londres do século XIX. Ela é climatizada e mantém espécies da Floresta Atlântica. De lá, se tem uma vista belíssima do jardim que tem estilo francês. A área total do Jardim Botânico é de 278 mil metros quadrados. Por lá, você tem pista de cooper, jardim das sensações, um espaço que te convida a “sentir” por meio do toque a textura e cheiro de plantas e flores. Neste ambiente, você percorre 200 metros com os olhos vendados.

Ópera de Arame

Todo em estrutura tubular e teto transparente, a Ópera de Arame, encanta seja durante o dia ou à noite. Inaugurado em 1992, o teatro está completamente inserido à natureza, tendo a sua volta lagos, vegetação típica, cascata e paredões de pedra. Compõe o Parque das Pedreiras, juntamente com a Pedreira Paulo Leminski, onde são realizados grandes eventos. No térreo, a Ópera abriga um café, ótimo para final de tarde, pois você consegue visitar o local durante o dia e também à noite. E muda muito!

curitiba

Parque Tanguá

Faz parte do projeto de preservação do Rio Bariguí. Tem duas pedreiras unidas por um túnel de 45 metros de extensão, possui pista de caminhada, ciclovia, mirante e jardim. Dizem ser de lá a melhor vista do pôr do sol de Curitiba. Se eu fosse você, iria! Possui um espelho d´água lindo e rende sem dúvida lindas fotos. Para visitar o túnel, é preciso agendar (visitaguiadatunel@smma.curitiba.pr.gov.br). O acesso é gratuito. Se precisar alugar carro, clique aqui!

curitiba

Centro Histórico

Prepare-se para bater perna, e não é pouca viu! O centro histórico de Curitiba é recheado de atrativos. Visitar a área aos domingos é uma boa pedida, pois você aproveita para conhecer a Feira do Largo da Ordem. O feirão tem nada menos que 1,2 mil barracas que vendem desde comidas típicas, passando por artesanatos, roupas e acessórios. Funciona das 9h às 14h. Por lá, restaurantes, choperias, ou seja, dá sim pra repor a energia gasta na caminhada. Também tem artistas de rua, no melhor estilo Av. Paulista em São Paulo.

curitiba

Não deixe de visitar a Praça Tiradentes, onde está a catedral neogótica Nossa Senhora da Luz, padroeira da cidade. A praça, que é o marco zero da capital paranaense, reúne ainda estátuas de personalidades, dois obeliscos e um piso transparente para ver o calçamento do século XIX. A Rua das Flores foi o primeiro calçadão do Brasil. A rua XV de Novembro concentra lojas, cafés e tem vida permanente. Na Rua 24 horas, vale a pena buscar por comida, presentes e leitura. A maioria das lojas funciona até mais tarde: 22h.

curitiba

Ainda tem Mais

Já viu que Curitiba não é cidade para passar um, dois ou três dias né? Tem muita coisa pra fazer. Além de tudo que falei, ainda destaco o Paço da Liberdade, Centro Cívico, Bosque Alemão, Parque Tingui, Parque Barigui. Recomendo pelo menos uma semana na cidade. E tem ainda um passeio imperdível de trem. Sim, de tremmmmm! Lá pra cidade de Morretes, são 4 horas numa viagem no tempo. Paisagens lindas e vagões temáticos com opções de várias categorias para atender a todos o públicos. Da econômica à super luxo, vale a pena embarcar nessa viagem. Para mais informações e adquirir seu ingresso, é só clicar AQUI!

curitiba

Categoria Luxo Master: né brinquedo não! Nossa super guia poliglota Silvia Thompson servindo champanhe.

Voltando de Morretes, você não pode deixar de conhecer o Ekôa Park, um verdadeiro paraíso ecológico dentro da maior área remanescente de Mata Atlântica. O espaço gigantesco convida você a repensar valores sobre o meio ambiente, a importância de sermos cada dia mais sustentáveis, etc. O parque oferece área de lazer, entretenimento, educação ambiental e desenvolvimento profissional. Por lá, existem várias obras espalhadas à céu aberto. Impossível não se lembrar de Inhotim (MG), não é mesmo? “E foi de fato uma grande inspiração”, dizem os administradores do parque. Funciona aos sábados, domingos e feriados, das 9h às 17h, algumas atividades são pagas à parte como rapel, tirolesa, bolha humana, e voo de balão cativo (sobe 60 metros mas não sobrevoa, apenas se eleva ok?). O ingresso do parque custa R$ 60 inteira e R$ 30 meia.

CURITIBA

Se você é daqueles apaixonados por vinho, não deixe de visitar a vinícola Família Fardo, que fica a cerca de meia hora de Curitiba. Este ano, estão comemorando uma década desde a produção do primeiro vinho elaborado lá. As uvas vêm do Rio Grande do Sul e do interior do Paraná. São produzidos diversos vinhos e sucos de uva. O espaço recebe visitantes de todo mundo, entram em grupos de até 35 pessoas por vez. A visita guiada  acontece entre os horários das 9h e 17h. A entrada é gratuita e dá direito a uma degustação simples.  Para quem quer algo mais refinado, tem as opções de degustar vários tipos de vinhos e queijos, pagando a partir de R$ 40 reais.

curitiba

Hora de aprender sobre o preparo da bebida que encanta tanta gente

Tá vendo que tem muito o que fazer nesta cidade e arredores? E se você tiver um tempinho a mais, não deixe de dar uma esticada até a famosa Ilha do Mel. Estive lá e preparei uma reportagem super especial da ilha mais doce do Brasil. Clique AQUI e saiba tudo! Acompanhe a gente também no Instagram, onde você pode receber várias dicas de viagem e conhecer paisagens incríveis! É só clicar AQUI! Então chegou a hora de você ajudar a gente também! Faça suas reservas pelo nosso site, acessando os links no Tudo Para Sua Viagem você não paga mais nada por isso e colabora para que a gente receba uma pequena comissão, o que nos ajuda a manter o site com dicas sempre muito sinceras!

O repórter viajou à convite do Sebrae/PR, Instituto Municipal de Turismo – CURITIBA TURISMO, e da ABAV/PR.

 

 

 

Compartilhe