Teatro Sérgio Cardoso: Músicas de Ivan Lins ganham roupagem sinfônica com Orquestra Ouro Preto!

A Orquestra Ouro Preto retorna a São Paulo neste mês ao lado do cantor Ivan Lins e do pianista e arranjador Gilson Peranzzetta. A apresentação dos músicos será no dia 25 de novembro, segunda-feira, às 20h, no Teatro Sérgio Cardoso. Os ingressos estão à venda na bilheteria do teatro e no site ingressorapido.com.br. Para a Plateia, o convite custa R$ 60,00 (inteira) e R$ 30,00 (meia). Já para o Balcão, a inteira é R$ 20,00 e a meia R$ 10,00. A Plateia VIP está esgotada. O concerto integra a Turnê Nacional 2019 da Orquestra Ouro Preto.

Com regência do Maestro e diretor artístico Rodrigo Toffolo, os grandes sucessos do cantor carioca ganham arranjos assinados por Gilson Peranzzetta. O Maestro ressalta que o encontro da MPB com a música de concerto é uma das marcas da Orquestra Ouro Preto. “Trabalhamos com o conceito da excelência e versatilidade. Está na nossa essência tornar a música de concerto acessível e interessante ao público. O experimentalismo e a busca pelo novo nos movem. Queremos desmistificar o estilo, tornando-o atraente aos ouvidos de todos. Já nos apresentamos com o Ivan Lins em outras cidades e sempre somos muito bem recebidos pelo público”, destaca Toffolo.

A parceria de Ivan Lins e Gilson Peranzzetta é de longa data. Os dois trabalharam juntos por mais de 10 anos antes de seguirem em carreira solo. Em um encontro informal – uma festa de aniversário – os dois combinaram de relembrar os velhos tempos e gravar um disco juntos. Um amigo em comum sugeriu a ideia de incluir a Orquestra no projeto, conforme conta Gilson. “A Orquestra Ouro Preto é maravilhosa. Então o maestro esteve em minha casa, fizemos uma reunião para preparar o disco e escolher o repertório. Para mim, é uma ‘hemorragia de satisfação’, não é nem prazer. Antes do projeto, já tinha tocado com eles. É uma orquestra linda. Adoro a regência do Rodrigo Toffolo. É uma felicidade incrível participar desse concerto”, diz Gilson.

Já o cantor Ivan Lins também se diz encantando em se apresentar ao lado da Orquestra. “Tive a oportunidade de conhecer a Orquestra Ouro Preto durante em encontro em um festival, em Belo Horizonte. Foi uma experiência muito bonita ao lado do Gilson Peranzzetta, que é um grande amigo meu. Então, nos programamos para fazer um projeto com a Orquestra”, conclui o cantor.

A Orquestra

Uma das mais prestigiadas formações orquestrais do país, a Orquestra Ouro Preto tem como diretor artístico e regente titular o Maestro Rodrigo Toffolo. Premiado nacionalmente, o grupo jovem vem se apresentando nas principais salas de concerto do Brasil e do mundo. A orquestra foi criada em 2000 e seu trabalho é marcado pelo experimentalismo e ineditismo.

A essência da Orquestra Ouro Preto está em tornar a música de concerto acessível e interessante ao público, tirando a música erudita das salas de concerto e levando até o público em um exercício de popularização do estilo. Por isso, maestro e músicos estão sempre atentos ao exercício de desmistificar o estilo, tornando-o atraente aos ouvidos de todos.

A fórmula escolhida pela Orquestra Ouro Preto para isso é a junção entre a excelência e a versatilidade, a mistura entre o clássico e os estilos mais populares, fazendo um encontro milenar da música clássica com o rock, a MPB e até o hip hop, linguagens amplamente difundidas e repletas de contemporaneidade. Parte daí a especial atenção do grupo à efervescência cultural da américa Latina, com foco na música brasileira de concerto e nas demais manifestações musicais de países vizinhos, assim como à pesquisa e difusão do repertório vinculado à Escola Mineira de Compositores do Séc. XVII

Maestro Rodrigo Toffolo

Rodrigo Toffolo é diretor artístico da Orquestra Ouro Preto desde sua fundação, em 2000, e assumiu a regência titular do grupo em 2007, após formação junto ao Maestro Ernani Aguiar, um dos maiores compositores e pesquisadores brasileiros em atividade. Doutorando em Ciências Musicais pela Universidade Nova de Lisboa (Portugal) e Mestre em Musicologia pela Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rodrigo Toffolo imprimi na Orquestra uma visão ampliada de gestão e musicalidade, que ele gosta de conceituar como “excelência e versatilidade”.

Serviço

Orquestra Ouro Preto, Ivan Lins e Gilson Peranzzetta se apresentam no Teatro Sérgio Cardoso, em São Paulo

Data: 25 de novembro, segunda-feira, 20h

Local: Teatro Sérgio Cardoso (R. Rui Barbosa, 153, Bela Vista – São Paulo/SP)

Atrações: Orquestra Ouro Preto, Ivan Lins e Gilson Peranzzetta

Ingressos: Plateia VIP: esgotado; Plateia: R$ R$ 60,00 (inteira) e R$ 30,00 (meia); Balcão: R$ 20,00 (inteira) e R$ 10,00 (meia)

Informações: http://www.orquestraouropreto.com.br

Compartilhe