Vamos de trem: Morretes, passeio imperdível no Paraná!

Quem vai à Curitiba, no Paraná, não pode deixar de visitar Morretes. O simples ir até lá já é o bacana da viagem, isso porque vamos de trem! É uma verdadeira viagem no tempo. A estrada de ferro é uma das maiores obras da engenharia nacional, iniciada em 1880 e concluída em 1885, ligando a capital do Estado à cidade histórica de Paranaguá. Neste post vou falar tudo sobre este passeio. Vamos de trem: Morretes, passeio imperdível no Paraná!

morretes

Horários

Para começo de conversa, você deve ir até a rodoferroviária, de onde parte o trem. Você tem um único horário para ir e outro para voltar. Na ida, às 8h30 e na volta às 15h. Normalmente as pessoas escolhem um trecho para ir de trem e o outro para fazer de van porque a paisagem não muda. A única diferença na paisagem é mesmo a possibilidade de você ter o pôr do sol na volta. Vamos de trem: Morretes, passeio imperdível no Paraná!

morretes

Duração

Eu fiz o passeio de trem partindo de Curitiba. A viagem dura cerca de 4 horas e no trajeto passamos por muitas paisagens: observamos rios, montanhas, edificações históricas às margens do trilho, e cachoeiras como a véu da noiva. Somente de túneis são treze, dá pra acreditar? Além deles, passamos por pontes, etc. Vamos observando a paisagem e o “tempo voa”. Durante a viagem, um guia vai falando ao microfone sobre o trajeto e sua história secular. Quer pegar de mão beijada um roteiro bem completo do que fazer em Curitiba? É só clicar AQUI!

morretes

É de luxo que a gente gosta, né não?

Preços

A composição comporta 1.400 pessoas. São ao todo 25 vagões e diversas categorias, desde a econômica (R$ 22 reais o trecho), até a super luxo (R$ 398 reais o trecho), nesta última já está incluso a ida de trem, almoço e a volta de van. Se quiser apenas o trecho do trem o valor fica em R$ 235 reais. O que muda em cada categoria é a ambientação e o serviço de bordo. Na Litorina Foz (que eu fui) eles servem café da manhã e possuem sistema de open bar, com cerveja, refrigerante, café, água e sucos, além de champanhe. É um luxo só! Você também pode comprar dentro da vagão souvenirs como chaveiros, broches, bonés.

morretes

Em Morretes

Vamos de trem: Morretes, passeio imperdível no Paraná! Chegando na cidade, desembarcamos e seguimos até o centrinho às margens do rio Nhundiaquara, que corta a cidade. Ali estão concentrados bares, restaurantes, lojas, tudo que um turista adora encontrar pelo caminho. Fiquei com vontade de pelo menos dormir uma noite por lá. Entre os restaurantes, um merece destaque: é o Empório do Largo, que tem um ambiente super bacana, rústico, charmoso, cheio de peças de arte e muitas delas em exposição. Tem vários ambientes e um deles às margens do rio.

morretes

Comida Regional

Lá, é servido um prato típico do litoral paranaense: chama-se barreado. Sua origem é açoriana de um ritual de 300 anos ainda seguido no preparo do prato. A origem é atribuída aos portugueses que vieram para o litoral do Paraná no século XVIII. O preparo é bem simples. O prato, feito em panela de barro, consiste em um ou mais tipos de carne bovina como a paleta, a maminha e o patinho, temperados com cebola, alho, toucinho de porco, pimenta-do-reino, louro e cominho e cozida até desmanchar. O preparo é misturado à farinha de mandioca (até receber a consistência que dá nome ao prato). Você vai  misturando até ele ficar parecido com um pirão. Depois, é servido com rodelas de banana e arroz. E na hora de apresentar o prato, o garçom vira o mesmo de cabeça pra baixo em cima da cabeça de alguém pra mostrar que está “no ponto”. A massa do “pirão” fica tão grossa que gruda no prato e não cai (pelo menos por alguns segundos, durante a demonstração foi assim).

morretes

Barreado: prato típico da região de Morretes

Se você tiver oportunidade de passar pelo menos uma noite em Morretes , não deixe de fazer. A vibe da vila me lembrou um pouco o charme de Paraty (RJ) e pela região você ainda tem opção de lazer com esportes de ecoturismo e aventura, como rafiting, rapel, tirolesa, etc. Muitos praticados na cidade vizinha, Antonina. Eu confesso que passaria um final de semana fácil por lá!

morretes

Origem do nome

Morretes tem esse nome por estar localizado “entre morros”, daí também a explicação para taaaanto calor. Prepare-se porque lá é muito quente! Dizem que a sensação térmica já chegou a passar os 50 graus. Então, leve água, protetor solar, óculos de sol e chapéu. Todo aparato para se proteger e hidratar num lugar cheio de calor, cultura, natureza, e que recebe o turista super bem. Também temos uma reportagem show sobre a Ilha do Mel, é só clicar AQUI e te levamos pra lá!

morretes

Vista do Trem a caminho de Morretes…paisagem que não cansa nas 4 horas de viagem

Vamos de trem: Morretes, passeio imperdível no Paraná! É ou não é? Interessou-se em fazer este tour? Fizemos com a Serra Verde Express e foi bem bacana! Então não deixa de clicar AQUI e conheça mais sobre este tour imperdível.

Acompanhe a gente também no Instagram, onde você pode receber várias dicas de viagem e conhecer paisagens incríveis! É só clicar AQUI! Viu como a gente te ajudou a planejar a viagem pra Morretes? Então chegou a hora de você ajudar a gente também! Faça suas reservas pelo nosso site, acessando os links no Tudo Para Sua Viagem você não paga mais nada por isso e colabora para que a gente receba uma pequena comissão, o que nos ajuda a manter o site com dicas sempre muito sinceras!

Compartilhe