Como chegar e o que fazer em Capitólio: um guia completo!

Pra começo de conversa, vamos colocar na cabeça que Capitólio/MG não é apenas canyons beleza? É muito mais que isso, portanto reveja suas ideias quando for programar a viagem pra lá achando que não há tantos atrativos e que conheceria tudo em um final de semana. Não mesmo! Como chegar e o que fazer em Capitólio: um guia completo! Falo tudo neste post.

capitolio

Como chegar

Quem vem de avião, tem duas opções: Belo Horizonte (280 Km) e Ribeirão Preto (260 Km). Chegando lá, você segue pra rodoviária, de onde o turista consegue ir direto pro centro de Capitólio ou para outras estações de parada que seja mais próxima de seu destino, aí nesse caso vale a pena acertar com o próprio hotel uma forma de transfer. Muitas vezes a melhor opção não é descer na rodoviária de Capitólio, ok? Entre os demais pontos de parada estão Furnas e São José da Barra. Uber por aqui não existe e táxi custa caro. A locadora de carro mais próxima fica em Piumhi e Passos. Eu fui de ônibus partindo de São Paulo, e confesso que nem notei que foram 7h30 horas de viagem. O busão é confortável e tem algumas paradas para lanche, achei tranquila a viagem! Fui pela viação União e desci em Furnas, a pedido do hotel onde me hospedei.

capitolio

Pôr do sol, no Riviera Capitólio Hotel

Onde se hospedar

Muita gente vai pra o centro de Capitólio achando que os atrativos estão próximos de lá, engano! Os principais pontos turísticos da região estão bem afastados. Fato é que hospedado ou não no centro da cidade, o visitante consegue fazer os mesmos passeios porque tanto as agências do centro quanto os hotéis e pousadas mais afastados oferecem idêntico “cardápio” de tour, seja em passeios de lancha ou de 4×4. E os preços também são meio que tabelados. Mas vale uma pechinchada ok? Reserve AQUI seu hotel!

capitolio

Praça principal de Capitólio, tudo aqui se concentra em volta da igreja

Recomendo para quem busca economizar na hospedagem e prefere estar próximo de farmácia, padaria ou restaurantes ficar no centro da cidade. Alerta máximo: leve dinheiro em espécie, pois lá só existe um banco cooperativo e a opção de sacar dinheiro pelo Banco do Brasil em agência dos Correios ou Caixa Econômica Federal em casa lotérica. E o pagamento dos parque e cachoeiras só é feito em espécie. No centro de Capitólio, tem opções mais em conta no quesito hospedagem, como a Shalom Pousada e o Casarão Hostel, onde fiquei hospedado e super recomendo. Este último tem cerca de dois anos de inaugurado e ainda cheira a novinho. Tem ótima infra, com quartos compartilhados ou privados, mistos ou exclusivamente feminino.

capitolio

Fachada do Casarão Hostel: pra mim a opção mais viável em termos de qualidade e economia!

Para quem busca além dos atrativos uma hospedagem diferenciada, onde você mesmo estando no hotel tem uma excelente infra-estrutura de lazer, aí sim vale a pena ficar hospedado em locais mais distantes do centro. Destaco que esses hotéis, na verdade, é que estão mais próximos dos principais atrativos de cachoeiras, canyons, etc. Da cidade até a maioria deles, você terá de percorrer mais de 30 Km pra chegar até lá.

capitolio

O Riviera Capitólio Hotel e a Pousada do Rio Turvo ficam numa localização bem estratégica, tendo num raio de 20 Km todos os atrativos naturais de Capitólio. São mais de dez cachoeiras neste raio geográfico. Se você for de carro, consegue ter acesso fácil a algumas delas, outras  têm acesso mais complicado, aí só mesmo de carro 4×4 (e dos bons). O hotel forma grupos para esses passeios diariamente. Assim também acontece com os passeios de lancha. É  comum a contratação de 4×4 e lancha exclusiva para grupos fechados ou noivos que buscam o tal do pré-wedding. As fotos ficam incríveis!

capitolio

Pousada do Rio Turvo: imersa na Natureza, uma delícia se hospedar aqui!

Melhor período

A época de maior calor em Capitólio é de setembro a março. O período que esfria vai de abril a agosto, mas calma: não é aquele frrrrrio que dá vontade de ficar na cama o dia todo. Ao longo do dia é calor, só esfria logo cedo e à noite. Fiz os passeios no mês de maio e peguei sol todos os dias, à noite fez em média 20 graus. Pra mim foi o período ideal: muitas cachoeiras não havia uma pessoa sequer, ou seja, o paraíso era todo meu, e pra fazer fotos nada melhor que não ter ninguém no lugar não é mesmo? Na alta temporada, em dezembro, janeiro e feriados, os atrativos ficam absurdamente cheios. A cachoeira vira uma praia! Você nem aproveita tanto e as fotos saem entupidas de gente. Se puder, evite a alta temporada (segunda quinzena de julho, segunda quinzena de dezembro e janeiro e a primeira de fevereiro). O único risco de ir na baixa é de em algum passeio não ter grupo formado por falta de número mínimo de pessoas, comigo aconteceu na tentativa de ir à Serra da Canastra, que foge um pouco do tradicional.

capitolio

Passeio de Lancha: tem pontos de parada pra banho neste paraíso!

Lembro ainda que a hospedagem no período de baixa costuma ser mais barata, portanto, pra quem quer curtir pagando menos, fica a dica! No mês de junho, você sai da água sente frio mas é momentâneo e vale lembrar que a temperatura da água da represa é muito boa, o geladinho mesmo é a água da cachoeira, mas qual não seria fria? Conselho: se joga sem pensar! Como chegar e o que fazer em Capitólio: um guia completo! Vamos lá que tem muita coisa pela frente…

capitolio

Passeios de Lancha e 4X4

O boom turístico em Capitólio começou há dois anos. O passeio de lancha principal tem como roteiro Canyon, Cascata, Vale dos Tucanos e Lagoa Azul. Esse roteiro dura três horas. É o mais procurado, mas existem ainda os de 4 horas, 6 horas e o de dia inteiro. O passeio de 4×4 é feito em duas opções: 4 h e o dia todo. E o de 4 horas pode ser realizado em dois roteiros, Fecho de Serra e Complexo da Capivara ou Pedreira e Retiro Viking. Quem já chega com grupo pode fazer um passeio personalizado  e quem chegar sozinho ou de casal é incluído nos grupos já em formação pelo hotel.

capitolio

Primeiro Dia

Comecei a viagem indo até a Trilha do Sol, ponto mais próximo do Riviera Capitólio Hotel, onde fiquei hospedado. Alguns minutinhos de carro e você chega ao parque ecológico  que tem três atrativos imperdíveis: as cachoeiras do Grito e do Poço Dourado, além do Mirante batizado de No Limite. Do local onde se estaciona o carro até os atrativos ida e volta são 3 Km de caminhada por uma trilha bem sinalizada e com instrutores em cada atrativo para tirar dúvidas e dar orientações. Como chegar e o que fazer em Capitólio: um guia completo!

capitolio

Cachoeira do Grito: precisa dizer que é muuuito bom tomar banho aqui?

O nível de caminhada é considerado médio em termos de dificuldade, dá pra fazer o passeio em cerca de 2 horas parando meia hora em cada atrativo, mas você pode fazê-lo com mais tranquilidade e ficar o tempo que achar bacana. O parque funciona das 9h às 17h e a entrada custa R$ 45 reais por pessoa e crianças até 12 anos não pagam.

capitolio

No caminho pra cachoeira do Poço Dourado: milhares de totens deixados pelos visitantes!

Para chegar até a cachoeira do Poço Dourado você andar cerca de 80 metros apenas, por dentro de um canyon e no caminho vai encontrando os milhares de totens criados pelos visitantes que fazem ali um pedido. Claro, que também fiz o meu! O parque usa sistema day use, em que você pode usufruir de toda a infra com piscina, duchas, restaurante (tem dez opções de pratos, custam em média 30 reais), redários, banheiros, etc. Aceita cartão de crédito e débito. Para ter mais informações desse passeio é só clicar aqui!

capitolio

Vista do canyon No Limite

Fecho da Serra

Essa cachoeira é uma delícia pra tomar banho, uma das poucas que não tem água cristalina porque a areia fica muito mexida. Mesmo assim é ótima, vá por mim! Até o meio dela você tem uma espécie de banco de areia e dá pra ficar em pé mesmo lá pela metade do lago. Esta é uma das mais bonitas cachoeiras da região. Tem esse nome porque está localizada entre serras. Possui o maior volume de água de Capitólio. São aproximadamente 30 metros de queda. A entrada custa R$ 15 reais.

capitolio

Segundo Dia

Partindo do próprio hotel que conta com um píer, segui de lancha represa a dentro. O roteiro percorre os canyons, a cachoeira Cascata, a Lagoa Azul e o Vale dos Tucanos. Dura em média 3 horas e custa R$ 90 reais por pessoa. Deve-se reservar um dia antes para garantir o passeio, que sairá com quantas pessoas tiverem feito a reserva (mesmo que seja você sozinho). Agendando para os horários do 12h e das 15h, no mesmo dia, somente sai a lancha com mínimo de 6 pessoas. A outra opção de passeio de lancha vai também para o Canyon da usina hidrelétrica de Furnas, possui 1h a mais de tour e sai com mínimo de 6 pessoas. Custa R$ 140 reais por pessoa. Na Cachoeira Lagoa Azul, é cobrado R$ 40 reais para quem quiser ter acesso à parte de cima da cachoeira, achei o valor bem “abusivo” até porque não é a coisa mais linda do planeta este atrativo. Se não quiser gastar, você pode curtir um banho onde as embarcações atracam, ficamos lá por meia horinha.

capitolio

Nos passeios de lancha, você pode levar lanche e também pegar um culler com bebidas no próprio hotel, pois eles disponibilizam para os hóspedes. Nos mirantes são poucas as opções onde se pode comprar algo pra beber ou comer. Tem alguns restaurantes flutuantes mas só paramos em um e o preço é um pouco salgado, mesmo estando em “mar de água doce”. As lanchas comportam entre 10 e 14 passageiros.

capitolio

À tarde, fiz o passeio de 4×4 (custa R$ 125 a R$ 150 por pessoa – 4h passeio, sai com mínimo de 4 pessoas e R$ 200 reais por pessoa se for dia todo, também sai com mínimo de 4 pessoas). Fomos direto para o Retiro Vikings, onde estão seis cachoeiras, mas algumas paramos apenas pra fotos para ganhar tempo e tomar banho com mais tranquilidade na melhor delas que é a da Pequena Sereia. E sabe o porquê deste nome? O dono da propriedade é dinamarquês e todas as cachoeiras do lugar possuem nome de obras do escritor dinamarquês Hans Christian Andersen. O retiro Vikings está localizado na MG 050, no Km 321,5. Da rodovia até a entrada do retiro você tem 7 km de estrada de terra. Cobra R$ 15 reais de entrada por pessoa.

capitolio

Genteeeeee, esse lugar não pode deixar de ser visitado jamais! É a Pedreira Lagoa Azul, uma pedreira que foi desativada há mais de 15 anos por ter dinamitado uma área de lençol freático durante exploração de minas. São cerca de 5 Km de estrada de terra e atenção: pra chegar lá é realmente uma pedreira! Acho que nem é todo carro 4×4 que consegue passar ali. Não arrisque! O lugar tem morros enormes de pedras dinamitadas, em meio a lagos formados por água do lençol freático e também pela água da chuva. É um cenário de filme: cheio de mistério, dá até um pouco de medo. Tem mirantes ótimos pra fazer foto e o pôr do sol é lindo! Ah, paga R$ 15,00 pelo acesso.

capitolio

Onde está wally? Este pontinho amarelo na ponta do penhasco sou eu!

Terceiro Dia

Fui até o Mirante dos Canyons, ponto mais fotografado de Capitólio, onde ninguém deixa de ir para fazer aquela foto com os paredões de pedra ao fundo, cortado pela represa de Furnas. Os paredões chegam a mais de 70 metros de altura, é realmente uma vista incansável! Como chegar e o que fazer em Capitólio: um guia completo!

capitolio

Mirante dos Canyons: é “obrigatório” tirar foto aqui!

Claro que para ter acesso a este ponto incrível, não seria gratuito né? Lá, também se paga! Desembolse mais R$ 20 reais. São dois mirantes próximos a que você tem acesso. Além deles, também dá pra curtir uns minutinhos de banho em piscininhas naturais também ali pertinho. Do outro lado da pista, você tem a Cachoeira Diquadinha, que cobra R$ 10 reais pelo acesso.

capitolio

São três pontos de visitação: uma espécie de prainha, e os outros dois pontos mais pra cima da cachoeira. Ótimo para banho e relaxar. Tem ainda por ali a Cachoeira do Poço Dourado, também R$ 10 reais a entrada. Forma-se um lago pequeno com ótima profundidade pra banhar. Tem vários lajedos de pedra bem plana, o que facilita caminhar por ela e também dá pra sentar e curtir uma hidro super natural.

capitolio

 

Pára tudo! Este lugar é simplesmente fenomenal, anota aí: Complexo da Capivara. Existe há 25 anos como complexo ecológico. A entrada custa R$ 25 reais por pessoa e já adianto que por mais que achemos “demais” se cobrar por banho de cachoeira, este é o atrativo mais “bem pago”. Criança até 10 anos não paga ok? Funciona das 9h às 18h e aos sábados e domingos tem serviço de restaurante. Entre a cachoeira da Pedra Ancorada e a da Capivara são cerca de 900 metros de trilha, super fácil de fazer, sem muita dificuldade. Ao longo do caminho, várias opções de banho, piscininhas bem relaxantes. Aconselha-se pelo menos 2 horas para conhecer o lugar. Confesso que lá eu passaria uma manhã ou tarde inteira.

capitolio

O lago onde está a cachoeira da Capivara tem cerca de 16 metros de profundidade, mas junto à formação rochosa você tem uma placa de pedra enorme que dá pra ficar em pé numa boa curtindo a paisagem que é de tirar o fôlego. Em dias de muito sol, o raio de luz chega até o lago e é outro show à parte. Precisa alugar carro pra sua viagem? É só clicar AQUI!

capitolio

Quarto Dia

Pela manhã fui conhecer o centrinho de Capitólio. A cidade de cerca de 9 mil habitantes tem infra estrutura bem limitada, alguns bares, restaurantes, padaria, supermercado mas faltam agências bancárias, locadora de veículos, e um serviço eficiente de linhas de ônibus circular. Se depender deles para visitar os atrativos, é um risco e tanto! No mais, a cidade é bonitinha, tem uma igreja matriz que fica na praça principal e como falei lá no início se você busca economizar na hospedagem a melhor opção é mesmo ficar no centro. Mas se tem bala na agulha zarpe pra hotéis mais distantes e com infra de clube.

capitolio

Em seguida, visitei o famoso bairro de Escarpas do Lago, que mais parece uma outra pequena cidade. Afastado do centro, o bairro reúne os ricos e milionários do pedaço. Existe uma portaria na entrada do acesso mas é liberada pra todos que queiram visitar. Você só não tem acesso ao clube social e área náutica, aí só mesmo se for convidado de algum sócio. No mais, é ver a riqueza alheia e imaginar quanta gente rica existe no mundo! Em morros à volta, como o do Chapéu, você consegue ter uma vista panorâmica do bairro e também do lago de Furnas. Recomendo ir a Escarpas se tiver com tempo sobrando ou se for um apaixonado por arquitetura (as mansões são de cair o queixo).

capitolio

Cachaça Rodriguinha

Pra quem curte uma boa cachaça, vale a pena o passeio até Rodriguinha, a cachaça mais tradicional da região. Há mais de um século ela vem sendo produzida pela mesma família, passando de geração a geração. Seu Hildon, que comanda tudo por lá tem o maior prazer de mostrar como a bebida é feita, seu armazenamento, processo de fermentação, etc. Uma verdadeira aula de cachaça. E, claro, você pode la adquirir os produtos: tem a garrafa em vários tamanhos, kits com duas garrafas na versão prata e ouro com copinho, etc.

capitolio

Onde Comer

Se você vai ficar hospedado em hotéis mais afastados do centro, já tem garantido o café da manhã e o jantar, que estão inclusos nos hotéis que citei acima, por exemplo. O almoço sempre fica mais em aberto porque você está entre um passeio e outro então o local vai depender da programação do dia. Mas super recomendo o Restaurante do Turvo, que fica em frente à marina de onde a maioria das lanchas embarcam os passageiros. Ou seja, desceu do passeio, atravessa a pista e se depara com outro paraíso: o da gastronomia. O atendimento é realmente impecável e a comida muito saborosa. Provei o medalhão de tilápia, prato que ganhou até festival.

capitolio

Restaurante do Turvo: comida boa e vista pro paraíso!

Viu que tem muito o que fazer em Capitólio? Eu ainda iria na Serra da Canastra, para dar aquele up de respeito na trip, mas não havia grupo mínimo formado para o passeio. Vai ficar para a próxima. E também não deu pra fazer o balão, sim em Capitólio tem passeio de balão, você nem precisa ir pra Capadócio tá vendo? Não deu também por causa de uma frente fria que chegou na cidade. Então, esses passeios que “fogem” um pouco do passeio convencional são os que de fato ficam mais prejudicados na baixa temporada.

capitolio

Acompanhe a gente também no Instagram, onde você pode receber várias dicas de viagem e conhecer paisagens incríveis! É só clicar AQUI! Viu como a gente te ajudou a planejar a viagem pra Capitólio? Então chegou a hora de você ajudar a gente também! Faça suas reservas pelo nosso site, acessando os links no Tudo Para Sua Viagem você não paga mais nada por isso e colabora para que a gente receba uma pequena comissão, o que nos ajuda a manter o site com dicas sempre muito sinceras!

Compartilhe