Sucesso absoluto em trilhas de novelas, Roberta Campos fala sobre seus destinos preferidos!

Ela está comemorando uma década de carreira discográfica e nesse tempo já emplacou nada menos que 19 canções em novelas da TV Globo e de outras emissoras. Daí você tira o quanto sua música é querida por todo Brasil. Canções que falam das relações das pessoas, do dia a dia, de coisas simples e que nos fazem viajar pelo universo de suas letras e melodia. Batemos um papo com a cantora Roberta Campos numa padaria perto de sua casa, aqui em São Paulo e neste post vamos falar sobre viagens e música, é claro!

Foto: Reprodução Internet

Turnê Internacional

Recentemente, ela fez sua primeira turnê internacional, passou pela África (Cabo Verde), onde participou de um Festival de Jazz representando o Brasil, e também por Portugal onde fez shows em Lisboa, Porto e Coimbra. “Foi na verdade um encontro com a minha música, pois as pessoas lá já me conheciam por causa das novelas, elas consomem muita cultura brasileira então já sabiam das canções, já conheciam meu nome e meu rosto, foi muito bacana esse reconhecimento”, lembra.

Todo Caminho é Sorte

Roberta Campos está rodando o país com o show do seu primeiro DVD intitulado Todo Caminho é Sorte, gravado em São Paulo, com direção vocal e artística de Digué Lima. Em 2016, ela foi indicada ao Grammy Latino, na categoria “Melhor Álbum de MPB” com o disco “Todo Caminho é Sorte”. Entre os grandes sucessos, destaca-se “Abrigo” (trilha sonora da novela “O Outro Lado do Paraíso”); “Minha felicidade” (tema de abertura da novela “Sol Nascente”), e “De Janeiro a Janeiro”(canção gravada em parceria com Nando Reis que alcançou a marca de mais de 40 milhões de visualizações na internet e os primeiros lugares nas rádios de todo o Brasil). Esse novo show tem duas versões: com a banda completa ou voz e violão.

Bate Papo na Padaria: café e boa conversa!

Onde Compor

Perguntei se ela gostava de compor durante suas viagens e ela respondeu que sim. Muitas vezes acontece de compor num quarto de hotel. “Lembro que uma vez estava em Brasília, no hotel, e a inspiração veio quando olhei uma janela enorme de madeira com palmeiras e céu azul ao fundo. Não havia vento então a paisagem estava bem parada e realmente vi ali um porta retrato, que foi o nome que dei a esta canção”, conta. Ela lembra que também acontece de estar no avião e começar cantarolar uma frase e isso ir virando letra de música. “Gosto muito de compor quando estou mais quieta, ali no meu canto, num quarto de hotel, acho que esses momentos onde estou sozinha mesmo são os que mais fazem fluir minha inspiração”.

Natureza, sempre!

Sobre as paisagens que a inspiram claro que não podia faltar natureza né? “Praia, rio, cachoeira, a natureza me inspira muito, sou muito ligada a ela, acho que vem daí minha inspiração maior”. Nascida em Caetanópolis, ela já tinha desde pequena o desejo de ser cantora. O primeiro trabalho foi gravado com um esforço danado de quem sonhava estar no palco. Ela lembra que procurou saber quais os instrumentos precisava para gravar suas canções em casa, com muito sacrifício comprou os equipamentos mais básicos e gravou seu primeiro disco. Depois, por insistência de uma amiga, levou o trabalho até uma rádio. Daí, a música tocou, tocou e ela foi conquistando o país.

Destinos

E pra onde será que esta mineira de voz doce e mansa gosta de ir Brasil afora? “A vida é muito corrida quando a gente está fazendo show mas sempre que possível tento conhecer mais do lugar, entrar em contato com as pessoas. Na minha turnê internacional fiz muito isso. Aqui no Brasil, gosto muito de ir pra Fortaleza, Recife, Floripa também acho muito legal. O Brasil é muito diverso, adoro o interior de Minas Gerais, Ouro Preto“. E por falar em Recife, atenção pernambucanos: ela está no próximo dia 10 de agosto no projeto Multicultural Samba de Pernambuco, na sede do Galo da Madrugada, com a cantora Gerlane Lopes. Não dá pra perder hein! Já que ela citou essas cidades, a gente vai deixar aqui o link pra quem quiser conhecer mais sobre o Recife, Floripa, e um tour pelas cidades históricas de Minas. Vou ficar devendo Fortaleza ok? Em breve…prometo!

 

 

Compartilhe