“Ethno Brazil – Festival de Músicas do Mundo” reunirá talentos de 12 países no palco do Auditório Ibirapuera

O Auditório Ibirapuera – Oscar Niemeyer será palco da segunda edição do “Ethno Brazil – Festival de Músicas do Mundo“, espetáculo que reúne 25 jovens instrumentistas brasileiros e estrangeiros, com idades entre 18 e 30 anos, na noite de 10 de a gosto, sábado, às 19h. Acompanhados pelos líderes artísticos Carlinhos Antunes (Brasil) e Suchet Malhotra (Índia), os músicos oriundos de 12 países apresentarão repertório composto de músicas tradicionais de alguns desses países: Argélia, Argentina, Bélgica, Brasil, Chile, Espanha, Grécia, Guiné, Índia e Portugal.

O “Ethno Brazil” é promovido pela JMI – Jeunesses Musicales International, instituição que fomenta o evento em 18 países, em parceria com a Amigos do Guri, que administra o Projeto Guri no interior e litoral do Estado de São Paulo. Os eleitos para o evento, inscritos pelo site entre os meses de abril e maio, ficarão reunidos durante 13 dias para práticas coletivas de música, oficinas e shows, sob a supervisão de Suchet Malhotra e Carlinhos Antunes.

Os objetivos do festival são preservar a cultura tradicional dos diversos países, facilitar a mobilidade de jovens músicos e celebrar novos talentos em um ambiente inclusivo e democrático para criação e performance musical. Enquanto dividem o mesmo espaço, os participantes partilham músicas, tradições e culturas. Juntos, fazem workshops nos quais uns ensinam aos outros as canções tradicionais de seus respectivos países.

A primeira edição do “Ethno Brazil” ocorreu em 2018 e reuniu músicos do Brasil, Moçambique, Congo, Argélia, Alemanha, França, Chile, Argentina e Colômbia. O grupo apresentou-se em quatro cidades do Estado de São Paulo.

Ficha técnica:

Estrangeiros:

Adara Loreto Munhoz Sanchez – Espanha

Catalina Tellerman – Argentina

Crysanthi Gkika – Grécia

Facinet Toure – Guiné

Himansh Oandey – India

Jonas Malfliet – Bélgica

Jose Miguel Carrera – Chile

Mariana Ramos Correia – Portugal (Mobility)

Muriel Maureira – Chile

Pranshu Kukreti – India

Ramon Reyes Gonzales – Chile

Youssra Boudah – Argélia

Brasileiros:

Ananda Miranda – Tatuí (SP)

Audrey Valeria Custodio Silva – Mogi Das Cruzes (SP)

Clara Rodriguez – Campinas (SP)

Daniel Alfaro – São Paulo (SP)

Germanno Falcão – Campinas (SP)

Iago Tojal Araújo – Campinas (SP)

Joao Mateus Issa Felipe – Bauru (SP)

José Ricardo Sousa Galvão – São Luis (MA)

Karoline Ribas – Presidente Prudente (SP)

Lucas D’alessandro – Lençóis Paulista (SP)

Lucas Madi – Campinas (SP)

Vinicius Sano De Araujo – Vinhedo (SP)

Vinicius Silvestre Motta – São Paulo (SP)

Sobre o Projeto Guri:

Mantido pela Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Governo do Estado de São Paulo, o Projeto Guri é o maior programa sociocultural brasileiro e oferece, nos períodos de contraturno escolar, cursos de iniciação musical, luteria, canto coral, tecnologia em música, instrumentos de cordas dedilhadas, cordas friccionadas, sopros, teclados e percussão, para crianças e adolescentes entre 6 e 18 anos (até 21 anos nos Grupos de Referência e na Fundação CASA). Cerca de 50 mil alunos são atendidos por ano, em quase 400 polos de ensino, distribuídos por todo o estado de São Paulo. Os mais de 330 polos localizados no interior e litoral, incluindo os polos da Fundação CASA, são administrados pela Amigos do Guri, enquanto o controle dos polos da capital paulista e Grande São Paulo fica por conta de outra organização social. A gestão compartilhada do Projeto Guri atende a uma resolução da Secretaria que regulamenta parcerias entre o governo e pessoas jurídicas de direito privado para ações na área cultural. Desde seu início, em 1995, o Projeto já atendeu mais de 770 mil jovens na Grande São Paulo, interior e litoral.

 

SERVIÇO:

10 AGO 2019 | 19h
Ethno Brazil – Festival de Músicas do Mundo

duração: 90 minutos (aproximadamente)

ingressos: gratuito. Distribuição de ingressos na bilheteria do Auditório, uma hora e meia antes da apresentação. Limite de dois ingressos por pessoa. Sujeito à lotação da casa].

[livre para todos os públicos]

A apresentação conta com interpretação na Língua Brasileira de Sinais (Libras)

informações: www.auditorioibirapuera.com.br

tel.: 3629-1075 ou info@auditorioibirapuera.com.br

Auditório Ibirapuera – Oscar Niemeyer

Desde 2011, o Auditório Ibirapuera é gerido pelo Itaú Cultural, em parceria com a Prefeitura de São Paulo. O Instituto e a Secretaria Municipal de Cultura de São Paulo renovaram o convênio de gestão, vigente até 31 de dezembro de 2019. O trabalho inclui a gestão da Escola do Auditório, voltada à formação de música para estudantes da rede pública de ensino da capital. Esta parceria público-privada de cultura e formação já impactou mais de um milhão e meio de espectadores.

Capacidade Plateia Interna: 806 lugares

Av. Pedro Álvares Cabral, s/n – Portão 2 do Parque Ibirapuera

(Entrada para carros pelo Portão 3)

Fone: 11.3629-1075

info@auditorioibirapuera.com.br

http://www.auditorioibirapuera.com.br/

Ar-condicionado. Acesso a pessoas com deficiência. Proibido fumar no local.

Estacionamentos / Transporte:

Estacionamento do Parque Ibirapuera, sistema Zona Azul – R$ 5 por duas

horas. Dias úteis das 10h às 20h, sábados, domingos e feriados das 8h às 18h

Ônibus:

Linha 5154 – Terminal Sto Amaro / Estação da Luz

Linha 5630 – Terminal Grajaú / Metrô Bras

Linha 675N – Metrô Ana Rosa / Terminal Sto. Amaro

Linha 677A – Metrô Ana Rosa / Jardim Ângela

Linha 775C/10 – Jardim Maria Sampaio / Metrô Santa Cruz

Linha 775A/10 – Jd. Adalgiza / Metrô Vila Mariana

O Auditório Ibirapuera não possui estacionamento ou sistema de valet. O estacionamento do Parque Ibirapuera é Zona Azul e tem vagas limitadas. Sugerimos que utilize táxi ou transporte público.

 

 

Compartilhe