Projeto Vivara: O que ainda guardo, da Quasar Cia de Dança, no Auditório do Ibira, dias 22 e 23 de set

Dando continuidade ao projeto iniciado em 2014, a Vivara promove pelo quarto ano consecutivo o Preciosidades Vivara, ação criada e desenvolvida com o objetivo de promover a cultura por meio de atrações exclusivas. Desta vez, apresentará a obra O que ainda guardo, da companhia Quasar Cia de Dança, coreografada por Henrique Rodovalho, com duas apresentações no Auditório Ibirapuera nos dias 22 e 23 de setembro.

O que ainda guardo foi desenvolvido especialmente para a Vivara, inspirado na Bossa Nova . Os mais de sessenta anos de canções, nascidas de encontros entre compositores da Zona Sul do Rio de Janeiro, e a memória emotiva que cada uma das letras e notas deste cancioneiro provoca, foram essenciais para o coreógrafo produzir e desenvolver o espetáculo.

Este ano a Quasar completa três décadas de existência e de uma trajetória reconhecida nacional e internacionalmente: “Este é um trabalho que antes de ter sido iniciado suscitou diversos questionamentos, principalmente sobre como a música move a dança da Quasar, e sobre como é possível traduzir uma obra musical tão própria em um espetáculo cênico instigante e hodierno. Em resumo, a busca foi continuamente por produzir um resultado final sensível, belo, fascinante, pleno em sua forma e em sua importância para o mundo das artes,” explica Rodovalho.

A coreografia não será uma história ou uma ideia que se desenrolará no tempo da encenação. As letras das canções de Bossa Nova foram pontos chave para que um tipo de movimento se arquitetasse entre coreógrafo e intérpretes. Os temas abordados pelos compositores, muitos deles ligados ao cotidiano da época, nesta trilha sonora são cantados como se fossem conversas entre amigos. A partir daí o espetáculo se revela como um diálogo provocativo e nada previsível, entre as canções e seus temas, e as coreografias que foram criadas e seus movimentos.

“O espetáculo O que ainda Guarda é inspirado na Bossa Nova, tema da mais recente coleção de joias da grife. Estamos muito felizes com a quarta edição do Preciosidades Vivara. Queremos criar uma história a longo prazo, com produções especialmente desenhadas na área da música, dança e artes. A Vivara quer presentear o público com uma experiência única, inesperada, inesquecível.” afirma Marina Kaufman, diretora de marketing da joalheria.

Sobre a Vivara

Fundada em 1962 com a missão de transformar sonhos em joias, a Vivara segue com o compromisso de desenvolver produtos com o mesmo cuidado com que os antigos ourives as faziam, criando peças exclusivas e eternas, com riqueza nos detalhes e ousadia em suas formas. Hoje, a Vivara é a maior rede de joalherias do Brasil, com mais de 160 lojas nas principais cidades do país.

Serviço

22 SET 2018 | 21h

23 SET 2018 | 19h

Preciosidades Vivara

com Quasar Cia de Dança

em O que Ainda Guardo

duração: 70 minutos (aproximadamente)

ingressos: R$ 30 e R$ 15 (meia-entrada)

[livre para todos os públicos]

informações: www.auditorioibirapuera.com.br

tel.: 3629-1075 ou info@auditorioibirapuera.com.br

As vendas serão realizadas nos canais da Ingresso Rápido e na bilheteria do Auditório Ibirapuera.

Horários da bilheteria:

Sextas-feiras e sábados, das 13h às 22h.

Domingos, das 13h às 20h.

Auditório Ibirapuera – Oscar Niemeyer

Desde 2011, o Auditório Ibirapuera é gerido pelo Itaú Cultural, em parceria com a Prefeitura de São Paulo. O Instituto e a Secretaria Municipal de Cultura de São Paulo renovaram o convênio de gestão, vigente até 31 de dezembro de 2019. O trabalho inclui a gestão da Escola do Auditório, voltada à formação de música para estudantes da rede pública de ensino da capital. Esta parceria público-privada de cultura e formação já impactou mais de um milhão e meio de espectadores.

Capacidade: 806 lugares
Av. Pedro Álvares Cabral, s/n – Portão 2 do Parque Ibirapuera
(Entrada para carros pelo Portão 3)
Ar-condicionado. Acesso a pessoas com deficiência. Proibido fumar no local.
Estacionamentos / Transporte:
Estacionamento do Parque Ibirapuera, sistema Zona Azul – R$ 5 por duas
horas. Dias úteis das 10h às 20h, sábados, domingos e feriados das 8h às 18h
Ônibus:
Linha 5154 – Terminal Sto Amaro / Estação da Luz
Linha 5630 – Terminal Grajaú / Metrô Bras
Linha 675N – Metrô Ana Rosa / Terminal Sto. Amaro
Linha 677A – Metrô Ana Rosa / Jardim Ângela
Linha 775C/10 – Jardim Maria Sampaio / Metrô Santa Cruz
Linha 775A/10 – Jd. Adalgiza / Metrô Vila Mariana
O Auditório Ibirapuera não possui estacionamento ou sistema de valet. O estacionamento do Parque Ibirapuera é Zona Azul e tem vagas limitadas. Sugerimos que venha de táxi ou transporte público.

 

Compartilhe