Como chegar a Boipeba: destino paradisíaco da Bahia!

São muitas as formas de chegar a este paraíso baiano. Nest post vou começar explicando como chegar a Boipeba ok? Vamos lá! É preciso realmente querer, pois não é tarefa das mais simples, é até hoje um dos destinos que mais me cansou para chegar (e olha que eu era bem mais novo).

boipeba

Localizado no litoral Sul da Bahia, Boipeba faz parte do Arquipélago de Tinharé (município de Cairu), de onde também faz parte Morro de São Paulo (localizada na Ilha de Tinharé). Não existe acesso exclusivamente terrestre para lá. Por isso é preciso fazer um trecho (ao menos) por via marinha. Para isso existem diversas opções, de barcos e lachas.

boipeba

Parti de Salvador, inacreditavelmente numa quarta de cinzas, após uma semana de Carnaval. Já estava “morto” de cansado e ai capotei de sono durante os trechos até chegar a Boipeba. São muitos, portanto, prepare-se! Para quem sai da capital baiana, a melhor opção é pegar o ferry boat do Terminal Marítimo de São Joaquim até Itaparica, no Terminal de Bom Despacho. A travessia é baratinha e dura cerca de 1 hora. De Itaparica, você sobe no “busão” e são mais 2 horas de viagem até a cidade de Valença. A passagem também é bem em conta, algo em torno de vinte reais. Não acabou não! De Valença, você pega lancha ou barco para então chegar a Boipeba. São mais 120 Km mar adentro.

boipeba

Você pode fazer esse trecho final de barco ou lancha rápida, depende do quanto quer gastar. Fui de barco e confesso que é bastante cansativo! No trecho de volta inclusive pegamos um temporal e foi bem “aterrorizante” ver as pessoas colocando seus coletes salva-vidas e alguns passando mal. Hoje, eu optaria pela lancha (pelo menos se o tempo não estivesse muito bom). Se tiver realmente bala na agulha, pode optar por ir de avião, saindo de Salvador. Há voos para Valença e a viagem até este trecho dura 30 minutinhos. Lembrando que depois, terá que pegar um barco ou lancha de qualquer jeito até chegar na ilha de Boipeba.

boipeba

Chegando lá, temos a sensação de que todo esforço valeu mesmo a pena! É paradisíaco! Devido à distância e toda logística de locomoção, não é um lugar cheio de turistas, os gringos curtem até mais essa vibe que os brasileiros. Então é bem comum estar na praia sozinho literalmente. Uma praia pra chamar de sua!

boipeba

Diferente de Morro de São Paulo, Boipeba é pra quem quer sossego, praia deserta, e tranquilidade. O cenário digno de filme é cheio de altos coqueiros, água cristalina e piscinas naturais. O trajeto pela ilha claro que é a pé. Lá não chegam carros de nenhuma espécie. No máximo você pega “carona” numa lancha ou caique (rs).

boipeba

O que fazer

Boipeba como falei acima é pra quem quer praia e sossego, então a programação é mesmo passar o dia relaxando, conhecendo as praias da região, sem pressa e tomando banho de mar, dá pra andar de caiaque, fazer um stand up e acampar se curtir algo mais roots. Existem umas áreas de mangue em que vale a pena chegar de caiaque ou canoa. Não deixe de ver o pôr do sol à beira do Rio do Inferno, que é lindo! Visite as praias da Boca da Barra e do Moreré.

boipeba

Para comer existem algumas opções gastronômicas com a típica comida baiana, muitos fazem do terraço de casa seu próprio restaurante e a comida é daquelas com cara de que foi a vó quem fez! Uma delícia! Percorra a rua Velha Boipeba que existem opções de bares e restaurantes por lá. Claro que a maioria dos pratos são à base de frutos do mar. Outros você vai descobrir mesmo batendo perna. Se gosta de drinques, peça o de cacau.

boipeba

Quando ir

Dá pra ir em Boipeba em qualquer época do ano. Mesmo nos períodos de maior incidência de chuva, o sol aparece. As pancadas de chuva existem, mas o sol é quem reina, nem se preocupe! O período mais ensolarado é entre dezembro e fevereiro, claro que em alta estação tudo fica mais caro. Vale inclusive fazer reserva com antecedência pra garantir um lugar ao sol. E pra te ajudar a organizar a viagem, você já clica aqui e faz sua reserva!

A alta temporada por lá vai até após o Carnaval, quando muitos (como eu) costumam sair da folia direto pra o descanso. De março em diante, aí sim os preços realmente caem. Quanto tempo ficar é muito relativo, depende do seu objetivo. Se quer uns dias de descanso, conhecer as praias e nada mais…aconselho 3 a 4 dias. Não precisa mais que isso.

Compartilhe