Como ir e o que fazer (além de rezar) no Santuário de Nossa Senhora Aparecida

Todos os anos, mais de 12 milhões de brasileiros e estrangeiros visitam o Santuário Nacional de Nossa Senhora Aparecida, em São Paulo. Vão em busca de paz e conforto espiritual. O que nem todo mundo sabe é que além da Basílica o complexo oferece muitos outros atrativos. Neste post a gente vai falar sobre o que fazer em Aparecida além de rezar, é claro! Acompanhe a gente também no Instagram, onde você pode receber várias dicas de viagem e conhecer paisagens incríveis! É só clicar AQUI!

Complexo

Além de participar das missas e rezar aos pés da imagem da Santa encontrada nas águas do Rio Paraíba do Sul, os peregrinos também podem aproveitar a viagem e viver experiências diferenciadas nos espaços de visitação que integram o complexo religioso dedicado à Padroeira do Brasil. Os atrativos unem fé, arte, história, tecnologia, natureza e emoção nas alturas, oferecendo alternativas de lazer para as férias com acessibilidade, segurança e conforto. Vai viajar e precisa reservar hotel? Clique AQUI!

Trilhos

Experimentar a sensação de uma viagem de trem em meio a uma paisagem com cenários e estátuas que relembram os principais momentos da vida de Cristo. Essa é a experiência oferecida pelo Trem do Devoto, a mais nova atração do Santuário Nacional de Nossa Senhora Aparecida.

Além de ser um passeio diferenciado, o monotrilho é também uma opção de transporte para os peregrinos que visitam o Caminho do Rosário, trecho que liga a Cidade do Romeiro ao Porto do Itaguaçu, local do encontro da Imagem da Padroeira do Brasil, nas águas do Rio Paraíba do Sul, em 1717.

A estrutura é composta por duas composições, com cinco vagões cada e capacidade para transportar 60 pessoas por viagem. Além de proporcionar uma experiência diferenciada, o objetivo do atrativo, inaugurado em julho de 2019, é também facilitar o acesso de idosos, crianças e pessoas com limitações motoras ao Porto do Itaguaçu, um dos principais pontos de peregrinação do município.

Caminho do Rosário

A bordo do Trem, o visitante percorre um trajeto de 1,4 quilômetro passando pelo Caminho do Rosário, um museu a céu aberto que abriga 128 esculturas, divididas em 20 cenários. As peças foram criadas pelos artistas paraguaios Blas e Angela Servín e retratam os quatro Mistérios do Rosário (Gozosos, Dolorosos, Gloriosos e Luminosos). O projeto paisagístico ainda inclui mais de 90 espécies de plantas, que se misturam com a vegetação nativa da mata ciliar do Rio Paraíba do Sul, unindo arte e natureza para oferecer aos devotos uma experiência de contemplação e oração, em meio aos principais momentos da vida de Jesus Cristo, desde a anunciação à Virgem Maria até a sua morte no calvário.

Cinemuseu

Construído em homenagem ao Jubileu dos 300 anos, o Cinemuseu – Memorial da Devoção Nossa Senhora Aparecida é um projeto de evangelização por meio da arte e tecnologia, que abriga o Cine Padroeira, o Museu de Cera, o Cantinho dos Devotos Mirins e um espaço para exposições. Todas as atrações unem arte e efeitos multimídia, para levar o visitante a uma experiência sensorial única pelos três séculos de história da Padroeira do Brasil, desde seu encontro nas águas do Rio Paraíba, até os fatos mais recentes dessa trajetória, como a construção da Basílica Nacional. O acesso ao cine e museu custa R$ 20 reais por pessoa (ref. set. 2021).

Museu de Cera

No “Museu de Cera” são 68 estátuas em tamanho natural, divididas em 20 cenários, que recriam os principais milagres e acontecimentos relacionados à Imagem da Santa. No acervo, figuras como Papa João Paulo II, Madre Paulina, Frei Galvão, Princesa Isabel e devotos famosos, como Ronaldo Fenômeno, Renato Aragão, o cantor Daniel e o cosmonauta Marcos Pontes.

Cine

Já no “Cine Padroeira” o visitante viverá uma experiência de imersão, em uma sala de cinema, que reúne o que existe de mais moderno em projeção cinematográfica. O espaço exibe o filme “A História de Nossa Senhora Aparecida”, um curta-metragem que leva o espectador em uma viagem ao longo dos três séculos de devoção à Nossa Senhora. A sala conta com dez projetores de alta definição, que exibem imagens simultâneas em cinco telas especiais. O sistema cria efeitos holográficos em 3D, sem a necessidade do uso dos óculos 3D.

Bondinhos

Depois de uma viagem pela história, os turistas são convidados para um passeio nas alturas. Os Bondinhos Aéreos de Aparecida foram construídos para facilitar o acesso dos devotos de Nossa Senhora ao Morro do Cruzeiro, um importante ponto de peregrinação do complexo do Santuário Nacional. Em um percurso de 1,1 km de extensão, a uma altura de até 120 metros, os visitantes vivenciam uma experiência única pelos céus da cidade, com conforto e segurança.
No Morro do Cruzeiro, os turistas podem ainda apreciar uma vista privilegiada da Basílica e de toda a região, na Torre do Mirante, que possui 30 metros de altura e um andar panorâmico de 360°. O acesso ao local é feito por elevadores, garantindo total acessibilidade. O valor do passeio completo (subida, morro do cruzeiro, acesso ao mirante e descida) é de R$ 30 ida e volta ou R$ 15 somente ida. Crianças de 6 a 12 anos e idosos pagam meia entrada. Crianças até 5 anos não pagam (ref. set. 2021).

Original

Inaugurada em 24 de junho de 1888, por Dom Lino de Carvalho, bispo de São Paulo, a igreja hoje conhecida como Basílica Velha é um dos grandes patrimônios históricos de Aparecida e um dos símbolos do centro histórico da cidade, ao lado do Memorial Redentorista, da Passarela da Fé e da Galeria Recreio, prédio que abrigou primeiros padres Redentoristas que chegaram em Aparecida, no início do século 20.

Caminho que liga a Basílica à sua edificação original

Em 1893, a Basílica recebeu o título de Episcopal Santuário de Nossa Senhora da Conceição Aparecida, assinado por Dom Lino Deodato Rodrigues, bispo de São Paulo, em 28 de novembro. Em 5 de setembro de 1909, o Arcebispo Dom Duarte Leopoldo e Silva, celebrou a sagração solene do título de Basílica Menor a Basílica Velha. A honraria foi concedida pelo Papa Pio X, em 29 de abril de 1908.

A Basílica Velha foi oficialmente tombada pelo Conselho de Defesa do Patrimônio Histórico, Artístico, Arqueológico e Turístico do Estado de São Paulo (Condephaat), em 18 de abril de 1982. A cerimônia contou com a presença dos membros da Família Real, o príncipe Dom Pedro Gastão de Orleans e Bragança e seu filho Dom Francisco. No ano de 2004, a Basílica Velha de Aparecida passou por uma restauração e a sua reinauguração foi em fevereiro de 2015, marcando uma fase de revitalização do centro histórico de Aparecida. Outros prédios centenários da região, como a Galeria Recreio, também foram reformados para melhor receber os devotos da Padroeira do Brasil.

Dicas Gerais

Seguem dicas que acho importantes pra quem busca este destino: se vai partir de São Paulo (capital), existe a opção de pegar ônibus no terminal rodoviário do Tietê (linha azul), fui pela empresa Pássaro Marrom (achei bem organizada e pontual) e o valor da passagem (trecho) custa R$60. É bom chegando lá já garantir sua reserva para voltar. Da rodoviária até a basílica são uns 10 a 15 minutos de caminhada, dá pra ir numa boa. Se vai fazer toda esta programação (basílica, bondinho, museu, cinema, etc) pegue o busão mais cedo porque você precisará do dia inteiro para curtir tudo isso. Prepare a perna porque vai andar muito, não deixe de levar água nessa caminhada e na hora de fazer um lanche ou refeição existem várias opções por lá, além de uma praça de alimentação enorme. A infra deles é muito boa para receber o turista.

Serviços:

Memorial da Devoção – Museu de Cera e Cine 3D

Onde: no pátio do Santuário Nacional, ao lado da Praça de Alimentação II do Centro de Apoio aos Romeiros.

Para informações sobre ingressos e horários de funcionamento, consulte: (12) 3104-3536 / (12) 99746.2900 ou

comercial@memorialdadevocao.com.br

Bondinhos 

Onde: no pátio do Santuário Nacional, próximo a Capela do Batismo.

Para informações sobre ingressos e horários de funcionamento, consulte: (12) 3104-3470 ou comercial@bondinhoaparecida.com.br.

Mais detalhes, acesse: www.bondinhoaparecida.com.br

Trem do Devoto

Local: Caminho do Rosário. (Cidade do Romeiro)

Para informações sobre ingressos e horários de funcionamento, consulte: (12) 3104-3470 ou comercial@bondinhoaparecida.com.br.

Mais detalhes, acesse: www.tremdodevoto.com.br

 

 

 

Compartilhe