Conheça os impressionantes fervedouros do Jalapão

Andar nas nuvens, flutuar dentro de um vulcão em erupção, estar no meio de um lago de areia movediça…é difícil definir o fervedouro, no Jalapão, um dos passeios mais incríveis e imperdíveis do Tocantins. Em meio a bananeiras, que normalmente dão um charme ainda maior a paisagem, lá estão os fervedouros. À primeira vista, a sensação é de que encontramos um oásis em pleno cerrado brasileiro. E são muitos os fervedouros na área do Jalapão. Catalogados são cerca de 20 e explorados turisticamente são nove.

Os fervedouros tem uma beleza selvagem, que parece inexplorada. É uma “piscina” com águas cristalinas, tendo no fundo uma areia super fina e que de tão branca parece muitas vezes ser prateada por causa do reflexo do sol. A água costuma ser fria, mas está longe de ser congelante.

Em poucos passos, você afunda, ou melhor, entra mais um pouco no fervedouro porque afundar mesmo é impossível. O corpo fica submerso até mais ou menos a cintura. Quem visita o local até tenta afundar, mas é pura perda de tempo. A natureza é soberana e ninguém consegue afundar ali. A explicação está na pressão criada por um fenômeno chamado ressurgência das águas, que impede o corpo de afundar.

Isso ocorre porque sob a piscina há um lençol freático e logo abaixo uma rocha impermeável. Sem encontrar vazão na rocha, a água nasce e jorra com força empurrando pra cima a areia. Você vai querer ficar horas ali batendo pernas, numa hidromassagem pra lá de natural e com efeito instantâneo, a sensação é a melhor possível.

Mas como tudo que é bom dura pouco, no primeiro fervedouro que visitamos, chamado de Fervedouro da Ceiça ou do bananal, o tempo para cada grupo foi de 20 minutos, se você tiver sorte de não ter ninguém mais aguardando para entrar é possível que o “fiscal” deixe você aproveitar mais uns minutinhos.

Outro fervedouro bastante visitado é o Encontro das Águas, o menor deles, mas nem por isso menos interessante. Também fica rodeado de bananeiras e dizem ser o que possui a maior pressão das nascentes. E o melhor, não tinha fila, portanto, o grupo curtiu o local sem tanta pressa.

Neste, não é possível nadar porque em duas braçadas você já vai de um lado ao outro. Mas dá pra boiar, brincar, sentar, tentar ficar em pé com as pernas juntas no melhor estilo “joão bobo” já que você fica tombando pra frente ou pra trás por causa do movimento das areias. Por falar em areia, prepare-se para tomar um banho bem demorado depois que sair dos fervedouros, pois a areia é extremamente fina e dá trabalho pra sair do corpo e das roupas de banho.

Uma dica para ver as bolhas se formarem e irem até a superfície é bater palmas, isso mesmo! Não se trata de nenhum sinal de loucura, bata palma e curta o fenômeno da natureza de forma interativa. Bati e a água parece mesmo escutar nossos aplausos. As bolhas surgem em maior quantidade e maiores que as que havíamos observado. Para retirar a areia que fica dentro da sunga e dos biquínis, vale a pena dar um “tchibum” no encontro do Rio Soninho e Rio Formiga, que fica a poucos passos dali.

Já o fervedouro Bela Vista é o maior de todos e possui uma plataforma de acesso bem estruturada para atender a todos os turistas. Também não encontramos fila, pelo contrário, ficamos lá um bom tempo sem qualquer marcação de relógio. Este fica ao lado de um restaurante, onde almoçamos uma comida bem regional e pra lá de saborosa, além disso o visitante pode aproveitar alguns minutinhos no redário. Dá uma preguiçaaaaaa!

O quarto e último fervedouro que visitamos foi do Alecrim, que fica na comunidade São Felix. Você pode até pensar que é fervedouro demais pra uma expedição só, mas não é! Pelo contrário, quanto mais a gente entra neles, mais a gente quer ficar. Vale ressaltar que não visitamos os fervedouros em sequência num mesmo dia. Apenas agrupei os que visitamos a bordo da Jalapão Selvagem para que a reportagem tivesse um único tema. Em breve, postaremos outras dicas sobre passeios e uma reportagem super especial sobre tudo que há para fazer no Jalapão, em Tocantins. Fiquem ligados!

Agende sua viagem ao Jalapão com a Jalapão Selvagem, comandada por Gallery. Lá, você é atendido por uma pessoa apaixonada pela região, que conhece tudo na palma da mão e que atende tão bem ao turista que a gente se sente em casa e como se estivesse em família. O atendimento é realmente diferenciado e a preocupação maior é com o bem estar do visitante. Abaixo, contato da agência e falando que é nosso leitor você ganha PREÇO DIFERENCIADO!

Jalapão Selvagem
www.jalapaoselvagem.com
jalapaoselvagem@gmail.com
Fone: 63-84014222
Curta e siga a agência no facebook

Gostou? Acompanhe a gente também no Instagram, onde você pode receber várias dicas de viagem e conhecer paisagens incríveis! É só clicar AQUI! Viu como a gente te ajudou a planejar a viagem pro Jalapão? Então chegou a hora de você ajudar a gente também! Faça suas reservas pelo nosso site, acessando os links no Tudo Para Sua Viagem você não paga mais nada por isso e colabora para que a gente receba uma pequena comissão, o que nos ajuda a manter o site com dicas sempre muito sinceras!te!

Compartilhe