Piscinas naturais de Maragogi reabertas para o Turismo!

E olha que notícia boa! As piscinas naturais de Maragogi, no Litoral Norte de Alagoas, voltaram a receber turistas após quatro meses de atividades suspensas. A liberação foi autorizada pelo Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) e claro que o local retoma as atividades com novas regras. Acompanhe a gente também no Instagram, onde você pode receber várias dicas de viagem e conhecer paisagens incríveis! É só clicar AQUI!

Novas Regras

A área reaberta para visitação fica entre a Costa dos Corais, entre Tamandaré (PE) e Maceió (AL), atingindo uma área de 120 km de extensão. Entre as mudanças pós covid: cada embarcação que antes levava oito pessoas, agora transporta até seis. Os turistas são obrigados a usar máscara, manter a distância mínima e usar o álcool em gel. Para evitar aglomerações, o limite diário de visitantes que antes da covid chegava a 1,7 mil pessoas por dia, agora passa a ser reduzido em 50%.

Localização

A praia de Maragogi, é a mais famosa de Alagoas. Conhecida pelas suas águas cristalinas e pela grande visibilidade para observação de corais e peixinhos, é um dos destinos mais procurados por turistas do Brasil e também do exterior. Está a 124 km de distância de sua capital, Maceió. Para quem parte de Recife, a distância não muda quase nada, fica a 130 km.

Transporte

Quem busca conforto, comodidade e rapidez, a opção para chegar a Maragogi é alugar um carro, quando descer no aeroporto. Partindo de Maceió, o trajeto pode ser feito pelas AL 105 e AL 101. Com estradas não muito sinalizadas e em alguns trechos em condições precárias, é sem dúvida mais seguro evitar a viagem à noite. Quem parte da capital pernambucana, deve pegar a PE-060, que tem condições melhores de estradas e alguns trechos até duplicados. Você pode alugar um carro clicando aqui!

Outra opção para chegar em Maragogi é pegar o ônibus, como a praia fica praticamente no meio do caminho entre as capitais Maceió e Recife, o tempo de viagem é basicamente o mesmo. Só que os turistas que desembarcarem no aeroporto de Maceió terão que se deslocar até o terminal rodoviário da cidade. Já quem parte de Recife conta com a vantagem de poder pegar o ônibus no próprio aeroporto. A empresa Real é uma das que fazem paradas no Aeroporto Internacional dos Guararapes, no Recife. O preço médio gira em torno de R$ 30 o trecho (ref. 2018). Neste período pós pandemia, recomendamos evitar ônibus e seguir em veículos com menos quantidade de pessoas (vans) ou carro alugado para um mesmo grupo.

Várias empresas especializadas em turismo também fazem esse trajeto, o que pode ser mais uma opção para ir até Maragogi. Elas oferecem carros privativos ou compartilhados, cujo valor é pago por passageiro. Pode ser uma mão na roda para quem quer conforto sem ter que dirigir. Se juntar a um grupo em formação é sempre mais em conta e e confortável. Para este passeio você ainda pode ganhar preço diferenciado digitando nome de nosso site no código promocional. É só clicar AQUI!

O que fazer

Todo mundo que vai pra Maragogi quer logo saber onde ficam as Galés, piscinas naturais que são o cartão postal deste paraíso. Essas piscinas estão a 6 km da costa. Os aquários naturais encantam crianças, jovens e adultos vindo de todo lugar. Ali, os turistas podem mergulhar à vontade em meio a peixes coloridos e espécies variadas de corais. São 22 quilômetros de praias tranquilas, como Ponta de Mangue e Burgalhau, emolduradas por coqueirais e águas cristalinas.

Que tal no final do dia uma massagem à beira mar?

O conjunto de piscinas naturais de Maragogi é o maior de Alagoas. Além das Galés tem Taocas, Barra Grande e Barreira de Peroba. Todas possuem rica vida marinha. As piscinas são bem rasinhas e basta uma máscara e snorkel para curtir sem pressa a vida abaixo da superfície da água. Normalmente os equipamentos já estão inclusos no preço do transporte até as “piscinas”. Os barcos partem da praia central. Você pode escolher o tipo de transporte, entre barcos e lanchas, quanto mais conforto e rapidez claro que maior também é o preço, mas em qualquer escolha vale a pena a “pechincha”. Se estiver em grupo, melhor ainda para barganhar descontos.

Mergulho

Por ser área de grande preservação, o local de mergulho é bastante fiscalizado, existem limitações por meio de cordas indicando até onde podemos ir. A velha regra de nadar sem bater braços e pernas bruscamente vale até para que possamos não afugentar os peixinhos que tanto queremos ver de perto. Ah, quanto menos pisar no fundo, melhor: assim você evita que a areia super fina suba e se espalhe atrapalhando a sua visibilidade e a dos que estão ao seu redor. O local possui embarcação com profissionais para atender aos turistas em caso de qualquer emergência. O passeio dura em média 2h30, sendo 30 minutos para cada trecho de deslocamento (ida e volta) e 1h30 nas “piscinas”. Fiquem ligados nos horários pois eles saem pontualmente. O catamarã custa em torno de R$ 65 e a lancha rápida R$ 75 por pessoa. Preços referentes ao ano de 2018.

Outros passeios

Se você tiver com tempo, vale a pena explorar as praias que estão pela região. São igualmente belas e podem ser o diferencial de sua viagem. Em direção ao estado de Pernambuco ficam alguns dos mais lindos cenários da região, como Burgalhau e Ponta do Mangue. Já quem segue rumo à capital Maceió, pode desfrutar ainda das falésias que contornam Japaratinga e Barreiras do Boqueirão. Se precisa de hospedagem é só clicar AQUI!

Quando Ir

No nordeste, as praias são cenário perfeito para as férias ou curtição dos feriadões praticamente durante todo o ano. As temperaturas são sempre altas, passando dos 30ºC no verão. Quem não quer arriscar um passeio com a possibilidade de chuvas, deve evitar ir no período entre maio e julho, quando elas são mais frequentes. Mais importante que estar preocupado com a chuva é ficar ligado na tábua de marés, programe a viagem durante a maré baixa, condição necessária para que os passeios sejam feitos.

Infra

A Praia de Maragogi possui boa estrutura de bares e restaurantes em sua orla. Alguns com espaços para redários e massagens. No cardápio, claro que os pratos em sua maioria são à base de frutos do mar. Depois do passeio até as piscinas naturais, vale muito a pena almoçar e ficar por ali recebendo a brisa e admirando a paisagem. Difícil mesmo só a hora de recolher as mochilas e ir embora. Siga a gente também no Youtube, tem entrevistas bacanas com personalidades sobre viagens e dicas de destinos. É só clicar AQUI!

 

 

 

Compartilhe