Onde comer na região da Berrini, Brooklin, Brooklin Novo e Vila Olímpia, em SP

Viajando ou a trabalho, a gente tá sempre atento aos lugares onde podemos comer bem não é mesmo? Fizemos um tour gastronômico pela região que abrange a Berrini, o Brooklin e Brooklin Novo e a Vila Olímpia, em São Paulo. Acompanhe a gente também no Instagram, onde você pode receber várias dicas de viagem e conhecer paisagens incríveis! É só clicar AQUI!

Banana´s Juice

Começamos o tour pelo Banana Juice, localizado na Berrini, fica próximo da estação da CPTM (linha 9 – esmeralda) de mesmo nome. O ambiente da casa é bem descontraído, tem vários salões para atendimento no térreo e primeiro andar. E o cardápio é bem variado, vai levar uns minutinhos para escolher!

Foto/Divulgação cedida pelo Restaurante

É daqueles lugares que é bacana frequentar no café da manhã, almoço, happy hour ou jantar. Tem sanduíches variados, salgados, açaí, sucos da fruta e polpa, omelete, saladas. Para quem vai almoçar, a dica é investir nas carnes, fui na picanha e não me arrependi. Carne macia e saborosa. Acompanha feijão, arroz, batata frita e farofa.

A casa serve vários tipos de bebidas com ou sem álcool (se beber, não dirija).  Fui no suco de manga e tangerina, este último estava mais que perfeito! O menu de sucos agrada a gregos e troianos: tem detox, refrescante, anti-estresse, exótico, zen, etc. Para quem está preocupado com a balança, a casa oferece feijoada completa light, beirutes, etc.

O cardápio sugere ainda picadinho de filé mignon, hamburguer (montado pelo próprio cliente), picanha na chapa, e muito mais. No cardápio de sobremesas, fui de petit gateau, uma de-lí-cia! É bem servido e dá pra duas pessoas tranquilamente. Se pedir uns pedacinhos de morango, eles ainda colocam porque o atendimento lá é nota dez!

Serviço:

Rua Alcides Lourenço da Rocha, 178, Berrini

Instagram: é só clicar AQUI!

Tulsi Indian Cuisine

Foto Cedida pela Assessoria de Imprensa do Tulsi

Este é para quem quer viajar pra bem longe no sabor dos pratos. Que tal sentir o autêntico sabor da Índia sem sair de São Paulo? Estamos falando do Tulsi Indian Cuisine, localizado no térreo do Hotel Transamerica Berrini, no bairro Brooklin Novo. Receitas milenares em pitadas de sabor já levaram este restaurante a ser um dos indicados pela Revista Veja. Tulsi ou Manjericão Sagrado também conhecida como “a rainha das ervas” (Ocimum sanctum) é muito apreciada entre os indianos devido a seu efeito calmante e capacidade de promover o bem estar. Com localização privilegiada entre duas praças arborizadas no complexo “Transamérica Berrini”, e de fácil acesso pela Marginal Pinheiros e Av. Luis Carlos Berrini.

Pão Naan, típico indiano feito no forno Tandoor

Desde o século XIV, a maioria dos povos da Europa e do resto do mundo procuravam “as índias”. Esta busca frenética era patrocinada pelas cortes reais em busca de recursos para bancar as expansões de territórios e pagar os exércitos europeus. Uma das principais riquezas visionados especialmente nas “índias”, eram as especiarias. Pimenta do reino, cravo, canela, cardamomo, açafrão da terra, que tinham seus valores medidos em peso de ouro e em muitas vezes, eram consideradas mais valiosas ainda do que ouro e pedras preciosas.

A Índia foi o país precursor histórico na utilização de mais de 25 especiarias na sua rica culinária, criando ao passar dos séculos, uma verdadeira alquimia de sabores, cores, aromas e combinações. Ao contrário à crença quase generalizada, a culinária indiana não é necessariamente “apimentada”. A pimenta é apenas uma das mais ou menos 25 especiarias utilizadas em nossa cozinha e pode ser praticamente eliminada (como fazem nos pratos da região norte da índia) ou adicionada em peso (como fazem nos pratos da região sul da índia). E o bacana é que no Tulsi você tem a opção de escolher o nível da pimenta no prato escolhido. A escala vai de 0 a 5, escolhi o 3 e pra mim ficou mais que na medida do meu paladar.

Inaugurado em Julho de 2016, o restaurante indiano “tulsi indian cuisine” orgulha-se em apresentar toda essa magia e mistérios desta culinária milenar, especializando-se em pratos da região norte da índia, suavizados com a exclusão de pimenta (em peso) e a adição de ingredientes ricos como nata, castanhas e frutas secas. A cozinha é composta por cozinheiros Indianos e Brasileiros, que trazem  autenticidade aos resultados. Além de terem um atendimento de excelência.

Dentre as melhores pedidas estão o Chicken Curry – tradicional prato do dia a dia indiano, elaborado com pedaços de coxa e sobrecoxa desossadas de frango, cozidas ao molho de curry e especiarias ou o Kashmiri Macchi – filé de pintado servido ao molho cremoso de maçã, champignon, castanha de caju, uva passa e especiarias, Meat Korma – cubos de carne bovina preparados ao creme de curry, guarnecido com nozes, Rogan Gosht – suculentos pedaços de cordeiro cozidos em iogurte, especiarias indianas e coco ou ainda um dos pratos Campeão da casa Forbidden Luxury – Medalhões de filet mignon grelhados ao molho cremoso de especiarias, maçã, champignon e castanha de caju. Fui neste último e não me arrependi. É simplesmente de comer ajoelhado agradecendo aos Deuses! Tem também opções de pratos vegetarianos, lanches e deliciosas sobremesas.

Por falar em sobremesa, a gente teve o privilégio de provar em primeiríssima mão uma criação que entrará em breve no cardápio. Vem o Pão Naan (típico indiano à base de trigo assado no forno Tandoor) recheado de coco cremoso e coberto com calda de chocolate. Acompanha ainda uma taça de chantelly com morango. Uma delícia!

Durante a semana (segunda à sexta), no almoço, é possível degustar o Menu Executivo, composto por couvert, prato principal e sobremesa, vai das 12hs as 15hs ou qualquer dia da semana tanto no almoço quanto no jantar é possível solicitar o Cardápio Alternativo que é composto por pratos da cozinha Contemporânea.

Serviço:

Rua Quintana, 1012, Brooklin Novo

Instagram: é só clicar AQUI!

Nordeste A Mesa

A casa conta com vários salões incluindo um terraço no primeiro andar

Esta opção é pra quem quer saborear a gastronomia típica nordestina. Numa cidade onde tem tanto nordestino e amantes dos sabores de lá não dá pra deixar de ter um espaço assim representando tão bem o nosso nordeste não é mesmo? A casa é simples, daqueles lugares onde a gente chega e já se sente amigo do dono. A equipe nos recebe de um jeito bem arretado, cheia de sorriso e nos deixa realmente muito à vontade. Prova disso, uma clientela fiel. Quem vai, sempre volta!

Cachaças, rapaduras…tem vários itens que são a cara do NE pra você levar pra casa

O dono da casa está sempre por lá cuidando de tudo pessoalmente. É o simpático e nordestino Francisco Carneiro, natural de Lavras de Mangabeira, no Ceará. O restaurante está completando 15 anos, a decoração da casa é toda temática, com elementos bem nordestinos. Imagens de barro, literatura de cordel, homenagens a personagens icônicos como Padre Cícero, Lampião e Maria Bonita, etc.

Seu Francisco Carneiro, proprietário que cuida pessoalmente do funcionamento da casa

Funciona de domingo a domingo. Para começar a brincadeira, o menu de entradinhas sugere dadinho de tapioca (provamos e é uma delícia), a porção vem com 12 unidades e acompanha geleia de pimenta. Outra opção é o bolinho de carne seca com macaxeira, tem ainda mandioca frita e o bolinho batizado de trio nordestino (criado aos não adeptos à carne, esse bolinho vem com queijo coalho, rapadura e pimenta biquinho).

A casa dispõe de saladas. Entre elas, uma bem autêntica. É a salada da terra, vem com alface, tomate, abóbora, mandioca, banana da terra e feijão de corda. Os caldos podem sair com as seguintes pedidas: mocotó, carne seca com abóbora, costela com mandioca, e peixe com camarão.

Para comer bem, tem ainda baião de dois, que pode vir em nada menos que nove versões. Entre elas, o baião com picanha e o vegetariano. A carne de sol, que é a cara do nordeste, também sai em diversas formas. À moda da casa, sertaneja, escondidinho, com abóbora, etc. Difícil é escolher!

Tem ainda cerne seca, costela de porco, galinha guisada, cabrito, sarapatel, paleta de cordeiro (provei e a carne é super macia, uma de-lí-cia), Também sai da cozinha grelhados, à parmegiana, à milanesa, e por aí vai. Já viu que o cardápio da casa é muito bom né? Os pratos saem em três tamanhos: pequeno, médio e grande. Já adianto que é super bem servido.

De sobremesa, pudim de leite, pudim de tapioca (um dos queridinhos por lá), doce caseiro, salada de frutas e cartola (banana da terra grelhada, queijo coalho, melaço e canela). Esta última é a cara de Pernambuco, a sobremesa que por lá reina total! Para beber, sucos variados: abacaxi, caju, cupuaçu, graviola, limão, laranja, mangaba e mais um tanto. Oferece ainda refrigerantes bem nordestinos como o guaraná Jesus e a cajuína. As opções de cachaça são muitas, vale consultar.

Serviço:

Avenida Nova Independência, 453, Brooklin

Instagram: é só clicar AQUI!

Pizzaria Grega

A casa possui vários salões e todos com uma ambientação muito bacana!

A pizzaria Gioconda Heleniká é daqueles estabelecimentos que não podem de jeito nenhum ficar de fora do tour gastronômico. Mesmo para quem mora ou está hospedado em regiões mais distantes, vale sim visitar e saborear um cardápio tão diferenciado. A casa que tem algo de especial em seu funcionamento!

Quem está no comando é a chef grega Helena Dimitrios Roditis, que deixou a advocacia para se dedicar exclusivamente a atender seu público na Berrini, que lota a pizzaria Gioconda Heleniká em plena hora de almoço. Fomos conhecer num domingo à noite e ela estava lá, cheia de simpatia e dona de uma energia ímpar. Vá por mim: puxe uma conversa com a mestre – cuca que vai valer muito a pena. Ela aprendeu o segredo da massa da pizza grega com sua mãe e seu tio, Fanórios, proprietário da pizzaria há mais de 85 anos na Ilha de Rhodes – Grécia, onde a chef Helena passou um tempo se especializando, transformando, por muitos anos, o que era um hobby, em profissão.

A chef grega Helena Dimitrios Roditis é quem prepara a massa das pizzas e está sempre circulando pela casa interagindo com os clientes

A chef traz na veia, desde pequena, a arte e as receitas das maravilhosas pizzas provenientes do berço da filosofia, somadas a muita criatividade e amor para nenhum Aristóteles botar defeito. Os famosos discos comestíveis da chef grega servem à todos os tipos de “pizzaníacos”, porque possuem uma diversidade de sabores exclusivos juntamente com uma massa leve, fina, crocante e nutritiva. Verdadeiras delícias para comer sem culpa! Se você gosta de experimentar este é o lugar, tem cada pizza que nunca vi em lugar algum. Mas se você é medroso na investida do diferente, não se preocupe. Eles preparam também as mais tradicionais como cinco queijos e peperoni, por exemplo. O negócio é agradar ao cliente!

A Pizzaria Gioconda Heleniká é a primeira e única pizzaria grega do Brasil, situada no Brooklin Novo, Berrini (zona sul de São Paulo), oferece rodízio de pizza grega no horário do almoço, horário de grande movimento na região.  É de fato um pedacinho da Grécia em São Paulo! Como se não bastasse o sabor, eles ainda mantém a tradição grega de quebra dos pratos na hora da saída. É uma forma de trabalhar o desapego. Mas antes de quebrá-lo, a gente escreve nossos desejos com prazo a serem realizados. Cada cliente só pode quebrar um prato por ano. E (pasmem): já chegou ao número de 11 mil pratos quebrados ao ano.

Prato a ser escrito com nossos desejos (antes de quebrá-lo)

No menu de aperitivos, Gioconda (Massa de pizza, azeite, sal grosso, ervas finas, salpicada com parmesão; Rhodes (Massa de pizza, azeite, sal grosso, ervas finas e alecrim, salpicada com parmesão); Pepper Nigrum (Massa de pizza, azeite, sal grosso, limão e pimenta em pó, salpicada com parmesão); Gorgonzola (Massa de pizza, azeite, sal grosso, ervas finas e queijo gorgonzola, salpicada com parmesão); Tzatziki (Massa de pizza, azeite, sal grosso, ervas finas, salpicada com parmesão, acompanhada de patê de coalhada a base de pepino e alho); Carpaccio (Massa de pizza, azeite, sal grosso, ervas finas, salpicada com parmesão, acompanhada de finas fatias de Carpaccio de carne bovina servidas com parmesão, alcaparras e mostarda); Dried Meat (Massa de pizza acompanhada de lascas de carne seca, sal grosso, especiarias, coentro, mussarela e parmesão); Queijo Brie (Massa de pizza com finas fatias de queijo brie e lascas de damasco, sal grosso, especiarias, azeite e parmesão); Vegetariano de Abobrinha com Tomate Seco
(Massa de pizza com finas fatias de abobrinha, sal grosso, especiarias, azeite, lascas de tomate seco e parmesão).

A cantora Suê Domingues é literalmente um show à parte, com sua voz impecável em grego, português, italiano, espanhol, etc.

No menu de pizzas as sugestões são muitas. Entre elas, Acrópolis (Queijo mussarela e azeitonas verdes); Afrodite (Manjericão fresco com mussarela e azeitonas verdes); Alexandria (Calabresa, cebola e azeitonas pretas picadas coberta com mussarela e azeitonas pretas); Andros (Calabresa em rodelas coberta com cebola fatiada e azeitonas pretas); Apolo Presunto picado, azeitonas verdes, majericão coberto com mussarela e parmesão); Aristóteles (Mussarela, provolone, catupiry e gorgonzola salpicado com parmesão e azeitonas); Artemis (Presunto, ovos picados, cebola picada coberta com mussarela e azeitonas); Atenas (Mussarela, palmito e azeitonas); Calipso (Mussarela, tomate seco, rúcula fresca, salpicada com parmesão e azeitonas); Catarina (Mussarela salpicada com bacon, parmesão e azeitonas pretas);  Ciclopes (Mussarela, tomates picados, filé de anchovas salpicada com parmesão e azeitonas pretas).

Tem ainda Cleópatra (Mussarela, camarões, azeitonas verdes picadas e queijo parmesão ralado); Creta (Mussarela, filés de anchovas, cebolas e tomates picados salpicada com parmesão e azeitonas pretas); Chipre (Calabresa levemente apimentada ralada, alcaparras, manjericão, cebola picada temperada, mussarela, provolone e parmesão); Constantino (Mussarela salpicada com alho frito, parmesão e azeitonas); Corfu (Mussarela, creme de leite, champignon e bacon, salpicado com parmesão e azeitonas pretas); Delos (Lombo canadense, cebola em rodelas e azeitonas pretas); Esparta (Finas fatias de Carpaccio, mussarela, rúcula, alcaparras, mostarda Dijon, salpicada com parmesão ralado e azeitonas); Naxos (Presuto picado, pedaços de abacaxi, coberta com mussarela salpicada e parmesão); Nefertini (Queijo tipo mussarela de búfula ralada com tomate e manjericão picados), entre outras.

No cardápio das pizzas doces, Aquiles (Fatias de banana, calda de caramelo e chocolate, leite condesado e canela em pó); Romeu e Julieta (Goiabada e catupiry ou mussarela); Sócrates (Chocolate meio amargo e chocolate granulado); Sócrates especial (Chocolate meio amargo, chocolate granulado e fatias de morango). E o atendimento é tão bom que se você quiser trocar algum dos itens por outro eles fazem numa boa.

De sobremesa: Creme de Papaya (Sorvete de creme batido com mamão e licor de cassis); Gioconda (3 bolas de sorvete com farofa, mini suspiros e caldo de chocolate); Pedaço de pizza doce (Pedaço de pizza doce de chocolate com morango); Pedaço de pizza doce de banana com canela e leite condensado; Pedaço de pizza doce de Romeu e Julieta. Funciona no horário do almoço, de Segunda a Sexta, das 12h às 14h30, e no jantar de Segunda a Quinta, das 18h30 às 23h30, e no jantar de sexta e sábado, das 18h30 à 01h30.

Serviço:

Rua Guararapes, 1882, Brooklin Novo

Instagram: é só clicar AQUI!

Di Paolo

Nossa última parada foi no Restaurante Di Paolo, referência quando o assunto é culinária da Serra Gaúcha. A filosofia da casa é o ‘comfort food‘ que acolhe e conforta, proporcionada pela culinária dos imigrantes italianos no sul do país.  O comfort food estimula as memórias boas, preza pelos ingredientes saudáveis e apresenta pratos simples e gostosos, assim como os sabores de infância, degustados com prazer e bons sentimento.

Neste contexto, experiência completa no Di Paolo é iniciada com a saborosa sopa de capeletti e pão colonial artesanal fresquinho. Em seguida, são oferecidos três tipos de saladas: radicci ,salada de folhas e salada de batata com maionese junto com o galeto al primo canto, polenta frita, polenta na chapa (brustolada) e queijo à dorê.  Em continuidade, serve-se as massas e molhos de acordo com a preferência de cada cliente.  No total, são seis tipos de massas: spaghetti, tagliarini, tortéi, nhoque, nero bianco e penne integral; e nove tipos de molhos: tradicional, ragu costela, pomodoro, tomate seco, nocciole, funghi, quatro queijos, manteiga e sálvia, alho e óleo. Tudo servido à vontade.

Uma comida bem autêntica e com essência artesanal. Ao visitar o estabelecimento, o cliente pode escolher no menu à la carte seus pratos preferidos da sequência separadamente.  Esta opção fica disponível de segunda a sábado, no almoço e jantar.

A casa funciona com vários ambientes, a decoração é bem bacana, cheia de requinte e bom gosto! O atendimento é rápido e a equipe muito bem treinada, deixando o cliente à vontade e se sentindo em casa. Bom pra ir a dois, em grupos de amigos, família ou naquele happy hour que todo mundo adora.

No cardápio, várias opções de drinques, a adega do restaurante é bem variada também. E os atendentes são daqueles que querem criar algo diferenciado pro cliente, então chegam à mesa e sugerem de acordo com nosso paladar. Experimentei uma delas, com coco e achei uma delícia. Vale a pena embarcar na sugestão de quem estiver servindo a sua mesa.

Para finalizar, deliciosas sobremesas: sagu com creme, pudim de leite condensado, ambrosia, creme de papaia, pera ao vinho, gelato Nestlé, petit gateau, cocada de tabuleiro, mousse de chocolate, torta holandesa, papilote de frutas e tiramisu. Difícil escolher, mas fui de cocada de tabuleiro. E garanto: é ainda mais saboroso do que a gente imagina. Dá até pra dividir pra duas pessoas, a sobremesa é bem servida, mas confesso: comi uma sozinho! A mistura do quente com gelado…hummmm!

A casa está funcionando com todos os protocolos que a pandemia exige, medição de temperatura na entrada, uso de máscaras por toda equipe e os clientes também quando estão em circulação, além de acesso nas mesas ao indispensável álcool e gel.

Foto/Divulgação cedida pela Assessoria de Imprensa do Restaurante

O Galeto Di Paolo em suas 3 unidades físicas (Bandeirantes, Pinheiros e Zona Norte) além da unidade exclusiva para delivery no Santo Amaro.

Serviço:

Avenida dos Bandeirantes, 1663, Vila Olímpia

Instagram: é só clicar AQUI!

Compartilhe