Casa Natura Musical: Rincon Sapiência celebra um ano de Galanga Livre, dia 02 de junho

No sábado, 2 de junho, às 22h, na Casa Natura Musical, o MC de grande destaque na atual cena do rap nacional independente Rincon Sapiência celebra o primeiro aniversário do seu tão elogiado álbum Galanga Livre, em um show que reflete o conceito afrofuturista presente em sua obra de estreia. O rapper sobe ao palco da Casa Natura Musical acompanhado da sua banda formada por Robson Heloyn (guitarra), Kiko de Souza (teclados), Nicolas Carneiro (baixo), Dudu Afrobrasileiro (percussão), Maurílio Santiago “Pé Beat” (bateria) e James Bantu (backing volcals), além do DJ Mista Luba, combinação que promete oferecer ao público uma sonoridade única e envolvente.
Aprimorando a originalidade de suas composições, já marcadas por influências das músicas africana, eletrônica e jamaicana, no disco Galanga Livre o rapper revela maturidade poética e musical em 11 faixas e mais duas bônus tracks que justificam a sua presença na lista da APCA dos 25 melhores álbuns da música brasileira. A notória negritude que distingue o trabalho de estreia do MC paulistano se faz sentir nos ritmos, que vão desde a capoeira até o blues, passando pelo coco e pela tropicália, até o afrobeat, permeadas pela sua veia rock and roll característica. Atestando o seu talento como produtor, as músicas foram todas produzidas pelo próprio rapper, com exceção de Amores às Escuras (Gambia Beats).
O álbum contou com a coprodução musical, mixagem, e direção do experiente William Magalhães (Banda Black Rio), união que conferiu o equilíbrio entre a ancestralidade e o moderno, exaltando sonoridades das raízes africanas, combinadas com letras que abordam a consciência e a valorização da afrodescendência no Brasil contemporâneo.
Atestando o porquê do seu vulgo Manicongo, o “Senhor do Congo” da Zona Leste de São Paulo cria a sua narrativa sobre o crescente empoderamento dos pretos e pretas no Brasil. A história se desenvolve a partir da saga de liberdade do escravo Galanga, personagem de um conto fictício criado por Danilo Albert Ambrósio, o cidadão do mundo que vive por trás de Rincon Sapiência. Após sua fuga, Galanga passa pela quebra das antigas correntes que prendiam o ex-escravo, que agora liberto se aventura pelas ruas da cidade grande, numa mistura de ficção e da cruel realidade rotineira dos grandes centros urbanos. No caminho, as músicas são a trilha sonora do relato sobre as armadilhas da opressão secular que se impõe ao povo preto e as vias conscientizadoras para se escapar dela. Transitando entre uma África onde viveram reis e rainhas e a África diaspórica futurista que hoje ocupa as metrópoles, Galanga desfila livre e imponente o orgulho de suas origens através da afirmação política e da estética preta.
O resultado é uma sequência de afro raps intensos, que alternam na medida doses de um discurso cortante sobre a autoafirmação dos afro-brasileiros com baladas mais sutis sobre temas cotidianos que, ainda assim, conservam um olhar crítico. Tudo isso é balanceado pela habilidade nata de Rincon Sapiência em jogar com as palavras e por sua notável fome de rima, que o consagraram como um dos MCs mais talentosos do rap nacional. No álbum Galanga Livre, sente-se a força da versatilidade do rapper, revelada pela total imersão no processo criativo de suas músicas desde a ideia inicial até o produto final. Assim, o disco sinaliza a evolução de suas produções independentes, expondo como Rincon tem escurecido o seu verso e a sua música através de uma postura de afrontamento no debate da identidade preta na atualidade.
E, como diz o MC, se a vida é um filme, seu Deus é como Tarantino, e nele o rapper está igual ao personagem Django, livre, cantando para o mundo suas histórias. No repertório do show, Rincon mostra algumas músicas novas e canta todos os sucessos de Galanga Livre, como A Volta Pra CasaBençãoA Noite é NossaAmores às EscurasA Coisa Tá Preta Ostentação à Pobreza, além de algumas músicas do seu primeiro EP SP Gueto BR, que acaba de completar quatro anos, como ElegânciaFesta no Gueto e Linhas de Soco.
Rincon Sapiência 
Nascido e criado na Cohab 1, zona leste de São Paulo, Danilo Albert Ambrosio (32) iniciou sua carreira em 2000, cantando em grupos do bairro. As experiências vividas nas ruas da periferia paulistana desde a metade dos anos 80 são traduzidas por Rincon Sapiência em versos inteligentes e sagazes, que abordam questões raciais e sociais no contexto da metrópole. Característica marcante da sua produção artística, a exaltação de temas relacionados às raízes africanas é uma constante nas músicas de Rincon Sapiência, que abordam a consciência e a valorização da afrodescendência, reconhecida em solo africano durante os festivais dos quais o MC participou em 2012. Em 2014, Rincon lançou SP Gueto BR, o primeiro EP da carreira do rapper, que contém 8 faixas oficiais e duas faixas bônus. Um dos destaques do rap nacional daquele ano, o EP foi em grande parte produzido pelo próprio MC, e traz uma forte identidade musical, com influências das músicas eletrônica, rock, ska, reggae, samba e até o clássico estilo boombap dos anos 90. Desde então, o rapper vem lançando alguns singles de grande repercussão, que também contam com videoclipes alinhados ao discurso e à estética das músicas. Rincon Sapiência faz parte do coletivo Audácia junto com o grupo Q.I. Alforria e os MCs DiKampana, Raphão Alaafin, R.G. do Q.I., James Bantu, ZeroOnze, Rocha e Ba Kimbuta. Na sua carreira solo, Rincon Sapiência conta com as habilidades do DJ Mista Luba, parceria nutrida desde 2004. Em ambos os trabalhos, Rincon se destaca pela música e postura elegantes, marcadas pela sutileza contundente das metáforas, que prezam pela originalidade e inteligência, livres de vulgaridade.
Um mês inteiro de celebração
Ao longo de todo o mês de maio, uma série especial de eventos celebrará o primeiro ano de sucesso da Casa Natura Musical, com os shows da empolgante MC Flora Matos (3); Liniker e os Caramelows (5), em show que apresenta sua mais nova música; o especial de 20 anos do Barbatuques (6); a Nomade Orquestra (10), uma das atuais referências em música instrumental brasileira; O Terno (11), em uma apresentação especial com um trio de metais; Alceu Valença (12) e uma viagem na sua própria história, com ênfase em Luiz Gonzaga Jackson do PandeiroTenho Mais Discos Que Amigos convida as bandas Plutão Já Foi Planeta Selvagens à Procura de Lei (13); Desumanos (17), um encontro do baterista do Planet HempPedro Garcia, com o baixo de Kassin e as guitarras de LiminhaFelipe Cordeiro Manoel Cordeiro;  Leci Brandão (18), uma das artistas de maior influência no atual samba paulistano; Phil Veras e Cícero (24), duas das mais aclamadas revelações da chamada Nova MPB; Hamilton de Holanda (25) e o lançamento do CD Jacob JazzJohnny Hooker (26), um dos maiores sucessos de bilheteria da Casa; Badulaque e Grupo Triii (27), um programa para toda a família na tarde de domingo; Tosca Donati convida Alice Caymmi (30);  5 a Seco (31/05 e 01/06) e o lançamento do seu novo CD Síntese; entre outros.
Casa Natura Musical
Inaugurada em maio de 2017, a Casa Natura Musical celebra um ano e o fato de ter entrado para o mapa cultural de São Paulo como uma das mais charmosas e aconchegantes casas de shows do País. Com total visibilidade de qualquer ponto da plateia, a Casa oferece uma combinação de conforto e qualidade musical, configurando o palco ideal para abrigar nomes consagrados, novos talentos e projetos desenhados a muitas mãos. O acesso por transporte público é fácil, pois a Casa está localizada na esquina da rua Artur de Azevedo com a rua dos Pinheiros, entre as estações Fradique Coutinho e Faria Lima do metrô, próxima a linhas de ônibus e ciclovias.
Rincon Sapiência
Show: Galanga Livre
Quando: sábado, 2 de junho, às 22h
Abertura da Casa: 20h30
Ingressos:
Meia-entrada para todos os setores
Pista: R$ 50 (lote 1) e R$ 70 (lote 2)
Lotação para este show: 710 lugares
Classificação etária: 12 anos (menor de 12 acompanhado pelos pais ou responsáveis)
Casa Natura Musical
Rua Artur de Azevedo, 2134, Pinheiros, São Paulo
Ingressos sem taxa de conveniência na bilheteria da Casa
Ingressos podem ser pagos com dinheiro, cartões de crédito e débito
Horário da bilheteria: de terça a sábado, das 12h às 20h. Segundas e domingos, quando houver show. Em dias de espetáculo, a bilheteria fecha mais tarde, até uma hora após o início da apresentação.
Vendas de ingressos: Eventim
SAC Eventim: 4003-6860, das 11h às 17h, de segunda a sexta-feira
Vendas para pessoas com deficiência: 4003-6860
www.eventim.com.br
www.casanaturamusical.com.br

Compartilhe